Homicídio

Homem suspeito de ser mandante da morte de empresário em Turiaçu é transferido para Pedrinhas

Erinaldo Araújo Guimarães foi preso em dezembro de 2022, no Ceará.

Imirante.com, com informações da TV Mirante

O empresário Erinaldo Araújo Guimarães está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas.
O empresário Erinaldo Araújo Guimarães está preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. (Reprodução / TV Mirante)

SÃO LUÍS - O empresário Erinaldo Araújo Guimarães, suspeito de ser o mandante da morte do também empresário Jonathan Fernando Cardoso Sousa, conhecido como "Nando Net", foi transferido para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, na última sexta-feira (20). Erinaldo foi preso em dezembro de 2022, dentro de um ônibus em São Gonçalo do Amarante-CE.

Leia também:

Populares fecham a MA-206 em protesto por morte de empresário em Turiaçu

Suspeito de ser o mandante da morte de empresário é ouvido na SHPP, em São Luís

Empresário é executado em posto de combustível na cidade de Turiaçu

Um mandado de prisão temporária foi expedido pela Polícia Civil para Erinaldo Araújo em setembro de 2022, pouco após o assassinato de Jonathan Fernando. Uma equipe da Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP) do Maranhão esteve em Fortaleza para cumprir o mandado, que foi prorrogado pela Justiça por mais 30 dias.

Relembre o caso

O empresário Jonathan Fernando Cardoso Sousa, o "Nando Net", foi assassinado no dia 25 de agosto de 2022, em um posto de combustível no município de Turiaçu, a 230 km de São Luís. Jonathan Fernando estava no posto quando foi abordado por dois homens não identificados, que estavam em uma motocicleta: os criminosos primeiramente tentaram colocaro o empresário dentro de um veículo, mas não obtiveram sucesso.

Ao tentar correr para uma área de matagal, localizada no fundo do posto de combustível, Jonathan Fernando foi atingido por vários tiros e morreu no local. Após o ato criminoso, os suspeitos fugiram.

A família de Jonathan Fernando suspeitou que a morte dele tinha ligação com os negócios, já que o empresário havia sofrido uma tentativa de homicídio há três anos: na ocasião, o carro de Jonathan foi atingido por vários tiros.

Além de postos de combustíveis em Turiaçu, Jonathan Fernando era dono de empresas provedoras de internet em várias cidades no norte do Maranhão e estava em fase de expansão dos negócios.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.