Caso Pedro Ventura

Caso Pedro Ventura: dentista é colocado em liberdade

Leonardo Mendes estava preso desde o dia 10 de setembro.

Diana Cardoso/ Imirante Imperatriz

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h38
Pedro Ventura está desaparecido, e polícia investiga o caso.
Pedro Ventura está desaparecido, e polícia investiga o caso. (Divulgação/Imirante Imperatriz)

IMPERATRIZ – O odontólogo Leonardo Mendes, preso durante as investigações sobre o desaparecimento do microempresário Pedro Ventura, de 35 anos, foi colocado em liberdade na noite dessa quinta-feira (8).

Neste sábado (10), faria exatamente um mês que Leonardo estava preso no quartel do 3º Batalhão da Polícia Militar. Permanece presa a Célia Ribeiro Teotônio, ex-mulher do desaparecido.

A Justiça expediu o Mandado de Prisão Temporária para Laércio Teotônio, irmão de Célia, que está foragido. Foi decretada, também, a prisão de Daniel Teotônio Ribeiro, outro irmão da ex-companheira de Pedro Ventura.

Desaparecimento

Pedro Ventura residia na Rua Minas Gerais, no bairro Três Poderes. Segundo o delegado regional Eduardo Galvão, ele foi visto pela última vez na tarde do dia 21, em companhia da ex-mulher, de quem se havia divorciado no dia anterior.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.