Protesto

Comunidades protestam contra a duplicação da Estrada de Ferro Carajás

Os protestos são nas comunidades de Buriticupu afetas pela construção da estrada.

Imirante Imperatriz, com informações da assessoria.

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h53

BURITICUPU – Comunidades do interior de Buriticupu, afetadas pelas obras de duplicação da Estrada de Ferro Carajás, fazem repetidos protestos contra a obra.

Nessa quarta-feira (2), a estada que da acesso ao canteiro de obras foi bloqueada pela manhã e só os carros de linha passavam, enquanto os veículos da empresa e os ônibus que levam os funcionários diariamente para a obra foram impedidos de passar.

De acordo com os moradores que participam da ocupação, o clima ficou tenso e as comunidades temem uma intervenção violenta para desobstruir a estrada, mas não querem abrir caminho até que um representante da empresa dialogue com os moradores.

As comunidades de São João, Santa Maria, Pau Ferrado e 21 de Maio querem vagas de trabalho no canteiro de obras, que segundo eles as promessas de emprego não foram cumpridas.

Há menos de um mês, os moradores da Vila União, outro povoado de Buriticupu, ocuparam a estrada que dá acesso aos canteiros de obras da Vila Pindaré por um dia e meio. Eles protestaram, também, contra a falta de empregos para o povoado.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.