Crise

Transporte de ferryboat no Maranhão é tema de debate nesta quarta

Segundo Victor Mendes, autor do requerimento, das três embarcações existentes, apenas duas estavam funcionando.

Agência Câmara de Notícias

Sistema aquaviário do Maranhão está em crise
Sistema aquaviário do Maranhão está em crise (CCOM-MPMA)

BRASÍLIA - A Comissão Viação e Transportes da Câmara dos Deputados discute nesta quarta-feira (29) a situação do transporte aquaviário do porto de Cujupe à Ponta da Espera, no Maranhão.

"É fato público e notório que a população maranhense dependente do serviço de ferryboat para travessia entre os terminais Ponta da Espera e Cujupe, vem sofrendo com a má qualidade de serviço ofertado aos usuários", reclama o deputado Victor Mendes (MDB-MA), que pediu a realização da audiência.

Segundo o parlamentar, das três embarcações existentes, apenas duas estavam funcionando, gerando redução no número de viagens previstas, filas de espera nos terminais e falta de segurança.

Leia também: Ferryboat José Humberto começa a operar na Baía de São Marcos

O superintendente de Fiscalização e Coordenação das Unidades Regionais Substituto da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Fábio Queiroz Fonseca, é um dos convidados da audiência.

"A Antaq foi criada para regular, supervisionar e fiscalizar as atividades relacionadas à prestação de serviços de transporte aquaviário e de exploração da infraestrutura aquaviária e portuária", afirma Mendes ao explicar porque pediu para ouvir um representante da agência reguladora.

Além do superintendente da Antaq, foram convidados para discutir o assunto:
- o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago;
- o presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), do Maranhão, Celso Henrique Rodrigues Borgneth;
- o juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís (MA) Douglas Martins; e
- representantes das empresas ServiPorto e Internacional Marítima.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.