Incursão operacional

Polícia realiza operação para combater onda de violência em Balsas

O cerco foi denominado de Catálise e resultou em prisão como ainda apreensão de arma de fogo e munições.

Imirante.com

- Atualizada em 01/04/2022 às 15h51
A Polícia Civil realizou a operação Catálise em Balsas.
A Polícia Civil realizou a operação Catálise em Balsas. (Polícia Civil)

BALSAS - A Polícia Civil realizou a operação Catálise em Balsas, interior do Maranhão, nesta sexta-feira (1) com o objetivo de combater o tráfico de droga, ações de faccionados e prender acusados de homicídios.

Leia também em: 

Polícia prende oito pessoas em ponto de venda de drogas em Balsas

Perícia analisa destroços de avião de pequeno porte que caiu na cidade de Balsas

O delegado Fagno Vieira, que coordenou o cerco operacional, disse que os policiais foram para as ruas dessa cidade desde as primeiras horas desta sexta-feira. Um dos alvos foi o bairro Manoel Novo. Nesta localidade ocorreu o assassinato de Gutemberg Castro Silva Paes, no dia 13 de março.

Ele declarou que as investigações apontam que esse crime contou com a participação de integrantes de uma facção criminosa que tem ligação com o tráfico de entorpecente. “Identificamos os acusados desse assassinato e foram presos durante a operação em cumprimento de ordem judicial”, frisou o delegado.

Fagno Vieira informou que, além da prisão de três criminosos, a polícia apreendeu três armas de fogo e várias munições. “Há uma equipe de peritos do Icrim realizando a perícia com aplicação de luminol em um dos imóveis para identificar manchas de sangue onde a gente acredita que houve esse homicídio”, explicou o delegado.

Ainda segundo o delegado, os integrantes dessa facção criminosa, principalmente, os “cabeças” fazem de uma mesma família. “Há menos de um mês, um integrante desse grupo criminoso foi preso por homicídio nessa cidade e faz parte da mesma família das pessoas detidas durante a operação Catálise”, disse Fagno Vieira.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.