Apreensão

Adolescente suspeito da morte de vigilante é apreendido em Bacabeira

O ato criminoso ocorreu em janeiro deste ano e, segundo a polícia, os acusados fazem parte de uma facção da capital''.

Imirante.com

- Atualizada em 26/03/2022 às 18h26
O adolescente foi apreendido em cumprimento de determinação judicial pela Polícia Civil
O adolescente foi apreendido em cumprimento de determinação judicial pela Polícia Civil (Divulgação)

BACABEIRA - Um adolescente foi apreendido durante o período da manhã desta quinta-feira (3), em Bacabeira, suspeito de ter assassinado a tiros o vigilante Cristóvão Almeida Ferreira, de 44 anos. De acordo com a polícia, o crime ocorreu no dia 8 de janeiro nessa cidade e teve a participação de três adolescentes que fazem parte de uma facção criminosa.

Leia também em:

PM apreende adolescentes suspeitas de assalto a coletivos

Dois adolescente são apreendidos suspeitos de atirarem contra idoso durante tentativa de roubo em Morros

A morte do vigilante é investigada pela equipe da Delegacia de Polícia Civil de Bacabeira, que coordenada pelo delegado Ednaldo Santos. O delegado informou que a apreensão foi em cumprimento de ordem judicial e o adolescente já foi ouvido na delegacia. Como ainda a polícia já fez a apreensão de outros dois adolescentes envolvidos nesse ato ilegal.

Ednaldo Santos declarou que na madrugada do dia 8 de janeiro, o vigilante conduzia uma motocicleta e estava indo ao serviço. A vítima ao passar por um quebra-molas, no KM 01 da BR-402, em Bacabeira, acabou sendo abordada pelos adolescentes.

O vigilante foi baleado e ainda conseguiu conduzir a moto até um posto de táxi, mas, morreu antes de ser submetido a tratamento cirúrgico no hospital dessa cidade. O delegado também disse que esses adolescentes fazem parte de uma facção criminosa, que tem como base a Vila Samara, na zona rural de São Luís.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.