Investigação

Três suspeitos da morte de professor da Uemasul são presos em Açailândia

Uma quarta pessoa que teria participado do crime foi identificada e está sendo procurada pela polícia.

Tátyna Viana/Imirante.com

Presos suspeitos do latrocínio, que teve como vítima um professor da Uemasul. Foto: Reprodução
Presos suspeitos do latrocínio, que teve como vítima um professor da Uemasul. Foto: Reprodução

AÇAILÂNDIA - A Polícia Militar de Açailândia apresentou na noite dessa quarta-feira (10), três suspeitos de assassinar o professor Neylson Oliveira, que teve o corpo encontrado pela manhã em um matagal do bairro Laranjeiras.

Natural de São Luís, Neylson morava sozinho em Açailândia, no loteamento Colinas Park. (Foto: Divulgação).
Natural de São Luís, Neylson morava sozinho em Açailândia, no loteamento Colinas Park. (Foto: Divulgação).

Segundo informações da PM, os suspeitos estavam em um ponto de venda e consumo de droga na região conhecida como “casqueiro”, quando teriam avistado o professor chegando ao local e atraído a vítima para dentro do imóvel, para roubá-lo. 

Um dos suspeitos confessou à PM que o professor foi morto dentro da casa e teve o corpo levado em uma moto, para ser “desovado” no final da rua 15 de Novembro, no bairro Laranjeiras. 

Uma quarta pessoa também estaria envolvida no crime e teria sido quem assassinou a vítima, ela já foi identificada pela polícia. 

O delegado Saniel Trovão investiga o assassinato como latrocínio, roubo seguido de morte. O celular e cartões da vítima foram encontrados próximo ao corpo. 

Neylson era professor da Uemasul, em Imperatriz, e da rede municipal e Açailândia, onde residia e morava sozinho.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.