Arte 3 R'S

Artistas abrem mostra com obras criadas a partir de materiais reciclados

A proposta das artistas é transformar lixo em arte.
Na Mira, com informações da assessoria11/03/2020 às 09h42
Artistas abrem mostra com obras criadas a partir de materiais recicladosA exposição fica aberta até 11 de abril, no Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho. (Foto: reprodulçao/Instagram)

SÃO LUÍS - Nesta quarta-feira (11), às 16h, o Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho abre a Mostra Arte 3 R’S, em comemoração ao mês da mulher. A exposição fica aberta até 11 de abril, no espaço Casa da Fèsta, de terça a sábado, 9h às 18h, e domingo das 9h às 13h30, Rua do Giz, 221, Centro Histórico de São Luís.

São pinturas e esculturas criadas a partir de materiais reciclados. A proposta das artistas é transformar lixo em arte, e sensibilizar e educar as pessoas para o cuidado com o meio ambiente e com a saúde.

As artistas Janete Nakatani e Marilene Vargas utilizam diversas técnicas como pintura acrílica sobre tela, caneteado zeintangle, Escultura em Arte 3 R’s e papietagem.

Leia também:

Exposição "Mangueando" fica em cartaz até o dia 30 de março

Exposição na Suíça apresenta produtos de Quebradeiras de Coco de Imperatriz

Janete Nakatani é paranaense e reside no Maranhão há 23 anos. É enfermeira, artesã, pintora, poetisa e compositora amadora. “Fazer arte para mim é energia viva, conto histórias com formas, cores e tons. Aprecio o desafio de integrar vida e arte, de experimentar possibilidades, para além da estética”, destaca.

Marilene Vargas é de Porto Alegre. Atualmente, se dedica a arte Zentangle onde tem encontrado equilíbrio e renovação de energias. “A arte é minha terapia, uma fonte de energias boas, porto seguro para a mente e cura de muitos males”, afirma Marilene.

A diretora do Centro de Cultura Popular, Ana Cláudia Damasceno, explica a importância da mostra. “O nome Arte em 3R’S: Reduzir, Reutilizar e Reciclar, chamar a atenção para a arte que transforma, usando papéis, garrafas pet e tudo o que poderia ser transformado em lixo. É também uma forma de educar para o cuidado com o meio ambiente e uma forma de gerar renda, já que as peças podem ser usadas como decoração e presentes”, ressaltou.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.