MAIS INCLUSÃO

Acessibilidade é foco de monitores da 13ª Feira do Livro de São Luís

Os monitores foram capacitados para realizar um bom atendimento às pessoas com deficiência durante o evento que ocorre de 11 a 20 de outubro deste ano.
Imirante.com, com informações da Agência São Luís05/10/2019 às 15h57
Acessibilidade é foco de monitores da 13ª Feira do Livro de São LuísMonitores são capacitados quanto à acessibilidade para melhor atender os participantes da 13ª FeliS. (Foto: Agência São Luís)

SÃO LUÍS - A Prefeitura de São Luís está a todo vapor com os preparativos para a 13ª Feira do Livro de São Luís (FeliS). Na quarta (2) e quinta-feira (3), o Município promoveu um treinamento com os 80 monitores selecionados para trabalhar durante o evento. A 13ª FeliS acontece de 11 a 20 de outubro, no Multicenter Sebrae, no Cohafuma e tem como tema "O Brasil atemporal na obra de Aluísio Azevedo". A expectativa é que o evento receba um público superior a 160 mil pessoas, número de visitantes do ano passado.

O secretário municipal de Cultura, Marlon Botão, afirmou que a FeliS é um espaço de inclusão à medida que recebe um público variado. "Como o maior evento literário do estado, a Feira do Livro precisa ser acessível às pessoas com deficiência. E o prefeito Edivaldo é sensível a esta causa, por isso continua investindo no evento como mais uma grande ação pedagógica, cultural e de inclusão social de sua gestão".

Durante o treinamento, a Feira do Livro foi apresentada aos monitores por representantes da coordenação e parceiros. Além disso, os presentes participaram da oficina Acessibilidade Aplicada, facilitada pela assessora especial da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e Secretaria Adjunta de Pessoas com Deficiência, Alessandra Pajama, que abordou as seis dimensões da acessibilidade: arquitetônica, comunicacional, instrumental, programática, metodológica e atitudinal.

"Com o auditório lotado, a gente percebe que está formando multiplicadores, que compreendem a temática em vários formatos e a importância de ser implementada em nosso dia a dia. Nossa proposta é que os monitores olhem a Feira do Livro como um espaço que respeita a diversidade humana, por meio do atendimento que fizerem", explicou Pajama.

Paulo Victor Santos Barreira é estudante do 1º período do curso de Rádio e TV e atuará como monitor da FeliS. "Estou ansioso para participar da Feira do Livro. A dinâmica de um grande evento como esse com certeza vai contribuir para minha experiência profissional e também ajudar na vida acadêmica", conta.

FEIRA DO LIVRO

A 13ª Feira do Livro de São Luís reunirá mais de 100 autores locais e também nomes nacionais convidados entre artistas, escritores, poetas, mediadores, oficineiros e outros. Ao longo dos 10 dias de feira ocorrerão oficinas, palestras, debates, rodas de conversas, exposições, contações de histórias, espetáculos, recitais de poesias, sessões de cinema entre outras atividades na sua vasta programação. Cerca de 150 mil livros serão expostos e é esperado um alcance de volume de venda de livros em média de R$ 2 milhões.

O evento contempla todas as idades e ocorre em uma área de 11.500 metros quadrados. Serão mais de 30 ambientes com atividades acontecendo simultaneamente, oferecendo conforto e segurança aos visitantes e expositores. O público terá acesso a 300 editoras distribuídas em 70 estandes de livreiros locais e de todo o Brasil.

Este ano, será utilizado também, o Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana e a FeliS será ampliada para levar programação cultural e espetáculos infantis a hospitais, creches e bibliotecas públicas.

A Feira conta com o patrocínio da Vale e Gasmar, além da parceria com o Sesc, Ministério Público do Maranhão, Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Academia Maranhense e Ludovicense de Letras, Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão, Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e Consórcio Intermunicipal Multimodal.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.