Imicast

Imicast: Free Fire é bom mesmo ou é só "modinha"?

O Imirante.com testou um dos jogos do estilo battle royale mais populares dos últimos tempos.
André Nadler / Imirante.com03/05/2019 às 16h15
Imicast: Free Fire é bom mesmo ou é só "modinha"?Foto: Divulgação

Uma das maiores febres no mundo dos games para smartphones é o jogo Free Fire. O aplicativo mobile de battle royale se popularizou rapidamente pela facilidade de jogar em qualquer lugar, modos cativantes e também por ser um game gratuito. Lançado em 2017, ele está disponível tanto no Android quanto para o iPhone (iOS). Vale destacar que, além de ser um fenômeno entre os usuários, o jogo emplacou no cenário competitivo. Na Twitch TV o título também bateu números interessantes de canais, streams e visualizações.

Entre as grandes conquistas do Free Fire, o game da Garena foi eleito o melhor jogo pela Google Play em 2018, por meio do voto popular, superando nomes como como Pokémon GO e The Sims Mobile. O jogo tem nota 4,6 e mais de 14 milhões de avaliações dos usuários na Play Store. Free Fire Battlegrounds também movimenta bastante o mundo das competições, pois em solo brasileiro, a Copa do Brasil de Free Fire reuniu 4,320 jogadores divididos em 864 equipes.

As possibilidades de crescer nessa plataforma são infinitas. Apesar de ser gratuito, o jogo tem recursos que podem ser comprados. Os diamantes, por exemplos, podem te dar acesso aos pacotes com itens e até skins para o seu personagem podem ser adquiridas.

Apertando o Play

Bem, para quem é competitivo Free Fire Battlegrounds é uma excelente pedida. A primeira coisa que chamou a atenção foram as famosas "partidas rankeadas", ou seja você sobe de nível e aumenta suas pontuações no ranking do jogo conforme seu desempenho nas partidas. O fato de poder formar equipes e jogar com seus amigos online também é muito empolgante.

Free Fire é acessível demais. O game roda em praticamente qualquer celular e você nem precisa de uma internet de outro mundo para curtir o jogo. Para quem tem pressa e não gosta de partidas bem demoradas, ele também capricha porque cada round dura em média 15 a 20 minutos, no máximo. Os gráficos possuem texturas que não são tão bem finalizadas (repare nos paraquedas, paredes, etc...), mas isso possui uma boa justificativa: o battle royale é super leve e provavelmente não vai bugar o seu celular.

Se você é da época do clássico Counter Strike, temos a certeza que Free Fire vai te proporcionar uma boa experiência. A última vez que me empolguei com uma troca de tiros assim foi no antigo CS 1.6 e o jogo da Garena me colocou nessa energia eletrizante na hora da disputa direta contra os inimigos novamente, principalmente porque você consegue mirar muito bem e tem acesso ao dano que está dando no rival no FF. Só que não é tão tranquilo assim, é necessário que o jogador treine várias vezes (use o Modo Clássico para isso) até se acostumar com as armas e entender que elas se dividem em especialidades de curta, média e longa distância.

Vestido Para Matar

Outro aspecto do jogo que cativa é o fato de coletes, capacetes e outros acessórios possuírem níveis e preste atenção nisso, pois para sobreviver em Free Fire você necessita estar sempre bem equipado. Recursos como um mapa que te levará direto a um kit de itens e os conhecidos "drops" também te ajudarão a resistir até o final de cada partida.

É Tiro, Porrada e Bomba!

A coisa mais assustadora que aconteceu com o redator desta matéria durante os primeiros dias de jogatina foi a tal da zona de segurança (safe zone). No seu minimapa, fique sempre atento no círculo branco que delimita essa área. É fundamental que seu personagem esteja sempre dentro dela ou será eliminado pela radiação ou como dizem alguns jogadores, o "gás".

É importante, durante esta fase de deslocação, estar atento aos outros jogadores, posicionados propositadamente para pegar quem está se movendo pelo mapa.

Manual de Sobrevivência do Free Fire

Free Fire é um jogo com múltiplas possibilidades, mas consegui perceber ao longo dos testes que existem alguns aspectos que, se você tiver atenção desde o início, vai se dar bem logo na primeira experiência com o game. Separei um top três para ser analisado antes de apertar o play no jogo. Veja:

* É muito importante tentar evitar ficar exposto. Por isso, antes de se deslocar pelo mapa, analise o caminho que vai fazer e veja onde pode se abrigar. Quando atirar, tente atirar de locais protegidos e não em campo aberto. Não pense que é invencível;

* A filosofia de um game de sobrevivência é se manter vivo enquanto os outros se dão mal. Logo, você deve evitar entrar em combate desnecessariamente. Essa estratégia é conhecida como "camperar" ou fazer "camping" e apesar de não ser popular entre muitos jogadores é eficaz. No entanto, isso não fará você ganhar, mas poderá escolher melhor suas lutas e manter-se vivo;

* Após algumas partidas, você já terá uma melhor ideia das mecânicas de Free Fire. Acesse o menu dos controles e se necessário personalize sua mira e seus controles, mapeando diferentes zonas da tela. Experimente também alterar a sensibilidade. O importante é conseguir um controle intuitivo e que sirva para seu estilo de jogo;

Tá bom! E qual arma eu devo usar?

* Espingarda de assalto: boa tanto a média como a longa distância, porém, difícil de controlar enquanto dispara.

* Sniper: causam grande dano, mas demoram recarregar e são mais raras de encontrar no mapa.

* Escopeta: desfaz o inimigo de forma brutal se você estiver perto o suficiente.

* Pistola: utilizada em combate a curta distância e muito comum pelo mapa. Fora dos primeiros instantes do jogo, são praticamente inúteis.

Por fim, Free Fire pode até ser uma moda passageira, mas a probabilidade do jogo cair em esquecimento por esses tempos acontecer é muito pequena, pois o jogo é carismático e conquista até mesmo os usuários que não têm o costume de praticar games eletrônico periodicamente. Se você ainda não jogou, corre lá e baixa o aplicativo para tirar a sua conclusão.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.