Pergentino Holanda

PH Revista: Canopus homenageia São Luís

Mais: Maranhense Dionísio Neto de volta à TV

PH

- Atualizada em 03/09/2022 às 10h41
Destaque de Capa do PH Revista deste fim de semana, a linda new face Sarah Soares concorre ao título de Miss Maranhão
Destaque de Capa do PH Revista deste fim de semana, a linda new face Sarah Soares concorre ao título de Miss Maranhão

CLIQUE AQUI E LEIA O PH REVISTA NA ÍNTEGRA

Canopus homenageia São Luís

Cidade Patrimônio Mundial da Humanidade, São Luís estará completando 410 anos de magia e encantos na próxima quinta-feira, dia 8.

Com seus casarões e ruas históricas, São Luís exala cultura e encanta a todos que tem o privilégio de conhecer um pouco dessa linda cidade. Cheia de lendas e mistérios, tem uma riqueza arquitetônica e uma cultura diversificada.

Única cidade brasileira fundada por franceses, invadida por holandeses e colonizada pelos portugueses, a capital maranhense carrega os títulos de Atenas Maranhense, Ilha do Amor, Capital brasileira da cultura e do reggae e cidade Patrimônio Mundial da Humanidade.

Canopus homenageia São Luís...2

Há mais de 45 anos, o Grupo Canopus atua na área da Construção Civil, Imobiliária, Shopping, Logística e de Postos de Gasolina. Sendo 44 anos na capital maranhense.

São muitos anos de dedicação e compromisso com o cliente, que sabe o que faz sobretudo em entrega, expertise e know-how em cada seguimento.

Assim, construindo e fazendo parte da história da nossa cidade, com orgulho de estar presente em vários lares, além de gerar mais de 25mil empregos indiretos, investindo no próprio crescimento e no desenvolvimento de todo o mercado, assim a empresa construiu a sua credibilidade.

Afinal, ser são-luisense é se encantar a cada dia por esta cidade, é saber das lendas e conhecer sua história, ir ao Reviver e se encantar com os casarões, é ter orgulho de pertencer à cidade de São Luís, berço de grandes poetas e escritores como Gonçalves Dias, Coelho Neto, Josué Montelo, Sousândrade, Bandeira Tribuzi e muitos outros valores culturais.

Geovanini Dias Neves, diretor comercial da Rothschild Brasil, uma das marcas de luxo que estarão presentes no Wine Celebration
Geovanini Dias Neves, diretor comercial da Rothschild Brasil, uma das marcas de luxo que estarão presentes no Wine Celebration

Presenças de grandes nomes do mundo do vinho

Um time de peso de personalidades importantes ligadas ao mundo do vinho desembarcará em São Luís para a segunda edição do Wine Celebration, evento confirmado para o dia 7 de outubro, às 21h, no Palazzo Eventos (Araçagi), em regime all inclusive.

Uma delas será Geovanini Dias Neves, diretor comercial da Rothschild Brasil, uma das marcas de luxo que estarão presentes no evento. 

Geovanini atua há quase duas décadas no segmento de vinhos, bebidas e alimentos finos importados, trabalhando para empresas como Makro, Ravin e Winebrands. É formado em Comex e Administração de Empresas com MBA pela Universidade de Toronto.

Presenças de grandes nomes...2

O Wine Celebration, que entrará em contagem regressiva, disponibilizará de vinhos de rótulos tradicionais de países produtores como Argentina, Brasil, Chile, Espanha, França, Itália e Portugal. O consumo será ilimitado.

Cada nacionalidade de vinho contará com sua respectiva estação gastronômica, proporcionando ao público uma deliciosa experiência de harmonização comandada por sete dos mais prestigiados chefs maranhenses.

A carta de vinhos será assinada pela experiente sommelière paulista Gabriele Frizon e o evento será embalado pelas belas canções do cantor Daniel Boaventura.

DE RELANCE

Negócios de carga

A CCR Aeroportos, que administra o aeroporto do Tirirical (ou Cunha Machado) em São Luís, e a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) discutiram oportunidades de negócios de carga.

O objetivo é ampliar a utilização da infraestrutura do terminal da CCR na logística de carga aérea e fomentar o comércio exterior no estado.

O Grupo CCR atua também em rodovias, mobilidade urbana e prestação de serviços de fibra ótica em vários estados brasileiros e no exterior.  

E administra 20 aeroportos, sendo 17 no Brasil e os demais na Costa Rica, Curaçao e Equador.

No Maranhão, os aeroportos de São Luís e de Imperatriz estão sob a concessão da empresa. A capital maranhense é considerada um mercado potencial para voos cargueiros.  

Distribuição mais rápida

No assunto: este mês, a CCR Aeroportos inicia uma operação cargueira doméstica em parceria com a Gol e Mercado Livre, o que irá reduzir para dois dias no máximo o tempo de entrega de mercadorias compradas no marketplace.

E a partir do quarto trimestre deste ano, a importação de máquinas e peças para o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) será feita via CCR.  

O encontro que ocorreu na última quinta-feira com membros do Conselho Temático de Infraestrutura da Fiema visa identificar os investimentos industriais no estado com potencial para transporte aéreo.

Sem depender de conexões

Serão mapeadas oportunidades de ampliar as importações via aérea sem que o Maranhão fique dependente de conexões.

Atualmente, maquinário, plásticos, itens fotográficos, eletrônicos e itens de ferro e aço, de acordo com o portal de estatísticas do comércio exterior ComexStat (MDIC), estão entre os principais produtos importados pelo Maranhão.

Estados Unidos, Alemanha, Austrália e China encabeçam a lista de exportadores.   

Hoje três companhias áreas operam no Maranhão com voos domésticos: Gol, Latam e Azul. Essas empresas conectam o estado com os principais hubs internacionais do país, os aeroportos de Brasília (DF), Guarulhos e Viracopos (SP) e Recife (PE). Desses locais partem voos internacionais para a América do Norte, Europa e Ásia.

São Luís não possui voos internacionais.  

Cargas com incentivos fiscais 

Maria Fan, gerente executiva de cargas do grupo CCR, realizou uma apresentação para diretores da Fiema, empresários, representantes da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) e do governo estadual.

Na ocasião destacou que cargas de grande porte, inclusive marítimas, já são liberadas no terminal de cargas de São Luís.

“Há uma redução de cinco dias no transit time rodoviário para São Luís em comparação com liberação de carga oriunda do Porto de Pecém”, frisou. 

Ela lembrou ainda que o Programa ProMaranhão oferece redução de até 75% no Imposto sobre Circulação de Mercadoria (ICMS) para importações nacionalizadas no Maranhão pelos segmentos industrial, agroindustrial e tecnológico, inclusive o transporte.  

Pensar o Maranhão

A questão logística de cargas aéreas já integra as discussões que acontecem no “Pensar o Maranhão”, um fórum de debates sobre temas que possam contribuir para o desenvolvimento econômico e social do estado.

 O grupo de trabalho da Fiema reúne, além de empresários, representantes em todos os níveis de governo, da academia e pesquisa. Nesse espaço são debatidas questões estratégicas numa visão de médio e longo prazos.  

A reunião com a CCR Aeroportos acrescenta informações importantes a essa discussão.

Algumas questões que surgiram durante o primeiro encontro devem ser retomadas, entre elas como as empresas que integram o Programa de Desenvolvimento de Fornecedores podem ganhar mais competitividade com o transporte aéreo, a viabilidade de cargas também pelo aeroporto de Imperatriz e a multimodalidade no transporte de cargas.  

Duda Beat e Alcione cantam “Canção sem medo”, na série dramática nacional “Não Foi Minha Culpa”
Duda Beat e Alcione cantam “Canção sem medo”, na série dramática nacional “Não Foi Minha Culpa”

Não Foi Minha Culpa tem Alcione

Disponível exclusivamente no Star+ e produzida pela Star Original Productions, a série dramática nacional “Não Foi Minha Culpa” apresenta histórias baseadas em casos reais de mulheres que sofrem violência de gênero.

A convite da plataforma, as cantoras Alcione e Duda Beat se juntaram para dar voz à música “Canção sem medo”, tema de abertura da produção.

Composta originalmente por Flávia Tygel e Vivir Quintana, a melodia é a versão em português de “Canción sin miedo”, música mexicana que acabou se tornando um hino feminista.

Além de fazer parte da trilha da série, a canção foi gravada apenas com mulheres engajadas na causa feminista, como a guitarrista trans Natália Carrera.

Campanha milionária

Nos últimos dias o cenário de candidatos a deputado federal e deputado estadual vem sendo redesenhado no Maranhão.

Tudo por conta de algumas desistências ocasionadas, segundo analistas políticos, pelo alto custo de campanha nas eleições deste ano.

Um dos responsáveis por essa “inflação” no período eleitoral seria o candidato a deputado federal Fábio Macedo, que tem envergado uma campanha milionária pelas ruas do Maranhão.

Não me convidaram

O candidato Weverton Rocha declarou esta semana nas redes sociais que o eleitor maranhense sabe muito bem diferenciar o voto para governador e o voto para presidente da República.

A declaração veio como justificativa do pedetista para não participar do ato pela candidatura de Lula em São Luís, nesta sexta-feira.

“Ele [Lula] não fez contato comigo”, disse o senador.

Em outras palavras, Weverton não foi convidado para a festa de Lula.

Hélio de fora

O candidato a vice-governador Hélio Soares ainda não foi mostrado na campanha de TV de Weverton Rocha.

Pedetistas de alto coturno admitem, em rodas de conversa, que há uma briga interna na campanha de Weverton quanto à aparição de Soares.

Há um grupo que defende a presença do companheiro de chapa nos programas de televisão, por ele ser o indicado para vice por Josimar de Maranhãozinho, principal financiador da campanha de Weverton.

Já outros alegam que Hélio Soares representa o passado e que espantaria os eleitores jovens.

História da Independência

A Academia Maranhense de Letras lançou ontem a reedição fac-similar do livro “História da Independência da Província do Maranhão – 1822/1828”, de Luís Antônio Vieira da Silva.

O lançamento do livro fez parte da programação da AML em comemoração aos 200 anos de Independência do Brasil – que também contou com palestra do professor Marcelo Cheche Galves.

O livro de Vieira da Silva foi publicado originalmente em São Luís em 1862 pela Typografia Progresso.

Obra indispensável

Esgotada logo depois de sua publicação, a obra “História da Independência da Província do Maranhão” foi reeditada pela Superintendência de Desenvolvimento do Maranhão (Sudema),  em 1972, ano do Sesquicentenário da Independência, quando os restos mortais de D. Pedro I eram velados na capital maranhense.

A reedição fac-similar tem texto de apresentação do presidente da AML, Lourival Serejo, e nota introdutória do acadêmico Antônio Carlos Lima.

Segundo Antônio Carlos Lima, o livro de Vieira da Silva é obra indispensável para o conhecimento dos fatos relativos a um momento decisivo na formação da nacionalidade brasileira: o da definição da extensão de seu território e de seus domínios políticos e administrativos.

Prêmio Oceanos

O professor do curso de História da Universidade Federal do Maranhão, Marcelo Pagliosa, é um dos semifinalistas do Prêmio Oceanos, um dos mais importantes da Língua Portuguesa.

Marcelo concorre ao prêmio com o romance “O Evangelho segundo Madalena”, lançado este ano pela Editora Reformatório.

Professor na área de estudos africanos e afro-brasileiros, Marcelo também é autor do livro “Contos para insônia”.

Maranhense, o ator Dionísio Neto volta a brilhar na TV em A Favorida e está presente em dois novos filmes
Maranhense, o ator Dionísio Neto volta a brilhar na TV em A Favorida e está presente em dois novos filmes

Novos filmes com Dionísio Neto

O ator maranhense Dionisio Neto (Carandiru, A Dona do Pedaço, A Favorita) estreia como protagonista o longa Morte, Vida e Sorte, de Alexandre Alencar e no curta DNA de Sara Martins

Em Morte, Vida e Sorte, Dionísio vive o rico empresário Luís, que tem um caso amoroso com uma atriz de teatro que quer montar uma peça com a ajuda dele.

O longa foi rodado durante a pandemia em uma mansão em Alphaville (SP), onde Dionisio se hospedou durante o laboratório de criação da personagem.

Uma experiência de rico

Dionísio conta: “Pedi para o diretor para morar uns dias na mansão, visto que eu precisava me sentir dono dela. Era uma casa muito grande, que tinha uma cachoeira na sala e uma mesa de jantar para vinte e quatro pessoas. Muitas pessoas se sentem oprimidas em um lugar tão suntuoso como o desta locação. Eu precisava me sentir não só em casa, como dono dela. Este filme é um divisor de águas na minha carreira. É a primeira vez que faço papel de rico no audiovisual. Sou um ator mestiço de libanês branco com índio brasileiro. Não sou o padrão europeu nem americano, os agentes americanos me classificam como multiétnico, ambiguo. Sou chamado de ator latino, com muito orgulho. Este é meu diferencial no mercado. Normalmente papéis de rico são destinados para atores brancos. Alexandre Alencar me ajudou a quebrar este paradigma retrógrado que existe no audiovisual mundial. Como me disse José Celso Martinez Corrêa, eu posso fazer qualquer papel”.

O longa em preto e branco estreará em breve em festivais nacionais e internacionais.

DNA, de Sara Martins

Em DNA, de Sara Martins, Dionisio vive um pobre desempregado envolvido em um caso perigoso de agiotagem. Filmado em Embu-Guaçú, o ator contracena com André Ramiro (Tropa de Elite) e Gustavo Engracia (Cidade de Deus).

– Também pedi para a diretora para que eu ficasse na locação, desta vez o oposto da do longa. Uma casa simples, no meio do mato. O laboratório é essencial para viver as personagens e não cair na representação. Neste curta, a diretora conseguiu um feito inédito no cinema nacional – reuniu atores de Carandiru, Tropa de Elite e Cidade de Deus, clássicos internacionais brasileiros. 

O curta também estreará em breve em festivais.

Dionísio de volta à TV

Dionisio Neto estava afastado da TV aberta desde 2019, quando viveu o justiceiro Hélcio Ramirez em A Dona do Pedaço, de Walcyr Carrasco dirigido por Amora Mautner. Agora, ele está de volta ao ar em A Favorita, de João Emanuel Carneiro, dirigida por Ricardo Waddington, na qual vive o guerrilheiro Tito, par romântico de Diva (Giulia Gam), em exibição no Vale a Pena Ver de Novo na TV Globo.

– Esta novela foi meu primeiro papel na tv aberta. Eu tinha feito alguns testes para novelas na Globo e não tinha passado e todos os papéis que vivi na emissora foram convites. Em A Favorita era para eu ficar apenas dois capítulos, em um outro papel, mas o Ricardo me convidou para viver um papel maior, e assim eu entrei na novela no auge dela. O personagem fez muito sucesso. Nos capítulos finais dele eu simplesmente não podia sair na rua sem ser seguido por muitas pessoas que me seguiam com celulares apontados para mim. Eu era escoltado por seguranças no aeroporto para ir gravar. Vivi meus dias de pop star da tv com o Tito. Eu não tive nenhuma preparação para viver o papel, não sabia do que se tratava. Cheguei e simplesmente vivi as cenas. Tive a sorte de contracenar diretamente com a Giulia Gam, que vem da mesma escola de atuação que eu – o CPT (Centro de Pesquisas Teatrais) do saudoso Antunes Filho. Falamos a mesma linguagem e tivemos uma química espetacular em cena – pontua o ator nascido no Maranhão e filho do saudoso vereador Raimundo Assub.

Para escrever na pedra:

“O espelho e os sonhos são coisas semelhantes, é como a imagem do homem diante de si próprio”. De José Saramago, Prêmio Nobel de Literatura.

TRIVIAL VARIADO

O Terminal de Integração da Praia Grande é o segundo a receber, a partir deste domingo, 4, o projeto cultural “História em Movimento – Exposição Histórica e Fotográfica nos Terminais de Ônibus.

No assunto: a exposição fotográfica itinerante semanal já passou pelo Terminal da Cohama, primeiro local a receber o projeto, e fica no Terminal da Praia Grande até 11 de setembro.

Em tempo: na exposição é possível ver diversos temas que compõem o dia a dia de São Luís e seus moradores como bairros, futebol, ruas, cultura, religiosidade, patrimônio histórico, transportes e natureza.

A tão aguardada primeira edição da Feira Pertinho de Casa será realizada neste sábado, no Centro Histórico de São Luís, com ampla programação voltada tanto pra cultura maranhense quanto ao empreendedorismo local e à geração de oportunidades. 

Tem mais: entre as atrações que irão compor o “time da Pertinho”, estão Boi de Maracanã, DJ Pedro Sobrinho, coletivo O Circo Tá na Rua e os grupos Samambaia Jazz Quarteto e Afrôs, a partir das 16h.

Será neste domingo, dia 4, a abertura da 62ª Exposição Agropecuária do Maranhão (Expoema), às 17h, no Parque Independência. O evento agropecuário ocorrerá entre 4 e 11 de setembro.

Tome nota: a indústria de panificação ganha mais um aliado para aumentar sua competitividade. A Vigilância Sanitária se junta ao Sistema Fiema, Sindipan e demais órgãos para fortalecer o setor no Maranhão. 

Tem mais: além da indústria de panificação, biscoitos e bolachas, a Ação Especial Setorial se estende a outras atividades econômicas, como fabricação de produtos químicos; laticínios e produção de artefatos de concreto, cimento e gesso.

 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.