Carnaval 2017

Chiquinho França em avaliação do Carnaval de Imperatriz: "excelente em todos os aspectos"

O ponto alto foi a boa qualidade do som e a paz durante a folia.
João Rodrigues/ Imirante Imperatriz01/03/2017 às 15h10

IMPERATRIZ – “Eu tinha certeza que iríamos fazer um bom Carnaval, mas me surpreendi por que foi excelente em todos os aspectos”. A declaração partiu do presidente da Fundação Cultural de Imperatriz, Chiquinho França, nesta segunda-feira (1º), ao fazer uma avaliação do Carnaval A gente faz promovido pela prefeitura em parceria com o Governo do Estado e empresários.

Chiquinho França disse que a falta de tempo para elaborar os projetos para buscar recursos para a festa atrapalhou, mas, de forma geral o evento superou as expectativas por ter propiciado muita folia, um som de boa qualidade e o clima de paz no circuito da folia.

“Quero ratear esse sucesso com toda minha equipe da fundação por que sozinho eu jamais conseguiria fazer esse evento da magnitude que foi, não só a fundação, mas as demais secretarias que contribuíram bastante para o sucesso”, reconheceu estendendo agradecimentos ao Governo do Estado, empresários e a secretarias da administração municipal.

França lamentou a forma a qual alguns artistas locais realizaram, na véspera do início do Carnaval, um protesto em frente a Fundação Cultural e na porta da prefeitura, por espaço na programação da folia. Segundo ele, o protesto era para que alguns artistas fossem retirados da programação para colocação de outros, no que ele discordou, e disse ter ido falar com o prefeito, mas diante da continuidade do protesto acabou inviável a inclusão dos manifestantes.

“Todos sabem que sou cultura, não tenho partido, estou aqui para fazer um trabalho de valorização de nossas coisas, infelizmente não dá mesmo para programar todo mundo. Fizemos aí um meio termo com quatro atrações nacional e cinco atrações de Imperatriz, mas está vindo aí o São João(...)”, disse.

O presidente da FCI, se disse triste com o que denominou de desorganização dos artistas locais e reafirmou que o trabalho de sua pasta será tentar valorizar mais a cultura de Imperatriz.

“(...) Acho desnecessário e fico triste em ver nossos artistas iriem para o meio da rua, de uma chuva reivindicar um show que no final dá uns 200 reais para cada um, fico muito triste e vejo nisso desvalorização e vamos trabalhar isso, para cuidar mais de nossas coisas”, frisou.

Com o fim do Carnaval, o próximo passo será dado prosseguimento ao calendário de eventos da cidade com a preparação dos festejos de São José e o aniversário da cidade.

Leia outras notícias em PortalNamira.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.