Maranhão

Maranhão avança no combate à pandemia, para a Covid-19 não avançar

Números e ações planejadas indicam eficácia do governo estadual; no auge da pandemia, Maranhão conta com a menor taxa de mortalidade do país.
Publipost/ Governo do Maranhão21/04/2021 às 08h18
Quase mil novos leitos foram abertos no Estado em 2021. Foto: Divulgação.

SÃO LUÍS - Como resultado das inúmeras medidas de combate à Covid-19 adotadas pelo governo estadual, o Maranhão registrou, no início deste mês, a menor taxa de mortalidade de todo o Brasil, com índice abaixo de 0,5 (média móvel de óbitos para cada 100 mil habitantes). Desde março do ano passado – quando ocorreram os primeiros casos da doença no Brasil – o Governo do Maranhão vem adotando medidas de impacto para combater o avanço do coronavírus no estado, como a ampliação da rede de atendimento hospitalar e a aquisição de mais equipamentos de saúde e imunizantes.

Cerca de 1,1 milhão de doses de vacinas já foram distribuídas, de janeiro a março deste ano, a todos os 217 municípios maranhenses. O Governo do Maranhão agiu rapidamente e também assinou contrato para compra de 4,582 milhões de doses da vacina russa Sputnik 5, no valor de R$ 254 milhões.

Drive-thru de vacinação no Shopping Pátio Norte: uma parceria do Governo com as prefeituras da Grande Ilha. Foto: Divulgação.

Para garantir agilidade no serviço de imunização dos maranhenses, o governo enviou 650 profissionais de saúde aos municípios. Em parceria com prefeituras da Grande Ilha, implantou o modelo drive-thru de vacinação no Shopping Pátio Norte, para moradores de São José de Ribamar e Paço do Lumiar. Também iniciou a vacinação dos profissionais da segurança em drive-thru instalado nos estacionamentos do São Luís Shopping, na capital, e no Imperial Shopping, em Imperatriz.

A vacinação está chegando também aos quilombos e povos indígenas maranhenses, por meio dos profissionais da Força Estadual de Saúde do Maranhão (Fesma). Outras medidas importantes adotadas pelo governo estadual, que visam minimizar os impactos sociais e econômicos da pandemia, são o programa de jantar a 1 real, em todos os 55 restaurantes populares espalhados pelo Maranhão, e o auxílio emergencial para o segmento de eventos.

Mais de 1 milhão de doses de vacinas distribuídas para todos os municípios maranhenses. Foto: Divulgação.

Novos leitos

Sobre a ampliação da rede estadual de atendimento, o Governo do Maranhão já disponibilizou, desde janeiro, 983 novos leitos exclusivos para Covid-19 – dos quais, 626 leitos clínicos; e 357 leitos de UTI. Entregou também os hospitais de campanha de São Luís, de Imperatriz e região tocantina e de Bacabal (doado pelos Estados Unidos
com gestão do governo estadual).

Outras medidas de efeito prático no tratamento de pessoas infectadas por doenças respiratórias foram a ampliação do hospital de campanha de Pedreiras e do Hospital Aquiles Lisboa, em São Luís; e a entrega de novos leitos ao hospital municipal de Caxias; do Centro de Hemodiálise de Balsas; da Policlínica de Açailândia; da UTI de Barreirinhas; do Anexo da Maternidade de Alta Complexidade, em São Luís; e do Hospital de Referência contra Covid, em Bacabal. O Estado também disponibilizou à população dez ambulatórios especializados, UTIs aéreas e UTIs móveis.

Profissionais da Força Estadual de Saúde levam vacinas para os quilombos e povos indígenas do Maranhão. Foto: Divulgação.

O Governo do Maranhão não para. Com planejamento e dedicação de todos os profissionais da área de saúde e de equipes dos órgãos estaduais – especialmente da Secretaria de Saúde – o trabalho coletivo apresenta a cada dia melhores resultados. O objetivo principal, com as medidas que se renovam semanalmente, é reduzir de maneira expressiva os casos de infecção e o número de óbitos no estado. O governo alerta, no entanto, que para se chegar a essa finalidade é preciso que a população esteja efetivamente vacinada e, sobretudo, que continue mantendo o distanciamento social, usando máscara e tomando os cuidados com a higiene das mãos.

O combate à pandemia conta com a ampliação da rede hospitalar e aquisição de mais equipamentos.Foto: Divulgação.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.