Enchentes

Nível do rio Tocantins continua subindo e desabriga mais famílias em Imperatriz

A Defesa Civil registrou na manhã desta terça-feira (11) elevação de 10,2 m acima do normal, 20 centímetros a mais.
Imirante Imperatriz11/01/2022 às 17h21
Imperatriz tem hoje quase 1.000 pessoas desabrigadas ou desalojadas. (Foto: Divulgação / Centro Tático Aéreo)

IMPERATRIZ - Cerca de 200 famílias do residencial Colina Park, em Imperatriz, que fica às margens da BR-010 com área que chega perto do Rio Tocantins, estão desalojadas por causa da enchente do rio. O dia para dezenas de famílias hoje começou com o auxílio dos bombeiros na retirada dos móveis de novas casas atingidas. A água subiu ainda pela madrugada e manhã desta terça-feira (11) alagou novas áreas no residencial. Os moradores reclamam do descaso da empresa responsável pelo loteamento.

Leia também:

Sem recuo no nível do rio Tocantins, famílias ribeirinhas seguem desabrigadas em Imperatriz

Sobe para 695 número de famílias desabrigadas ou desalojadas após enchentes no Maranhão

Atendimento itinerante realiza matrícula de alunos de famílias desabrigadas

No bairro da Caema, as casas da rua nova, que estavam completamente fora da parte alagada, agora estão ilhadas, com o nível do rio na marca de 10 metros e 20 centímetros acima do considerado normal. Mas muitas famílias atingidas hoje ainda não saíram e tentam permanecer nos imóveis até quando suportarem a situação dos alagamentos.

Imperatriz tem hoje quase 1.000 pessoas desabrigadas ou desalojadas. Todas são dos cinco bairro afetados com a enchente do Rio Tocantins. Segundo a prefeitura, 17 famílias do bairro Parque Alvorada voltaram pra casa, porque o leito do riacho Cacau baixou.

Pelo menos cinco bairros do município estão sendo afetados. (Foto: Divulgação / Centro Tático Aéreo)

A vazão da barragem da Hidretétrica de Estreito está em 17 mil m³, número bem maior do que a liberação de água do começo da semana, que impede o recuo das águas do rio Tocantins.

A construtora responsável pelo loteamento Colina Park emitiu uma nota sobre a situação. Veja na íntegra:

A empresa Casa e Terra Empreendimentos Imobiliários, responsável pelos loteamentos Colina Park em Imperatriz, Maranhão e Residencial Greenville em Tocantins, vem nesse momento de dificuldades enfrentadas por alguns de nossos clientes em virtude da forte cheia do Rio Tocantins, informar que a empresa está presente em auxílio à sua clientela desde os primeiros momentos, disponibilizando ajuda logística por meio de caminhões, barcos e equipes de apoio para auxiliar no socorro e transportes de bens.

A Casa e Terra entende que a situação de cheias enfrentadas em vários estados brasileiros é grave, não sendo diferente na cidade de Imperatriz e São Miguel, o que levou a decretação do estado de emergência , dessa forma, não medirá esforços para buscar soluções para o bem-estar dos seus clientes.

Buscando manter a transparência em suas ações a empresa montou uma central de atendimento para prestar esclarecimentos e manter uma linha direta de informações com todos os atingidos.

Os clientes atingidos poderão fazer contato pelo seguinte telefone 61/WhatsApp: 61 99848-8459

Casa e Terra Empreendimentos Imobiliários

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.