Manifestação

Professores protestam por reajuste salarial em Imperatriz

Município alega que com base na lei de responsabilidade fiscal reajustes estão vedados durante a pandemia.
Imirante Imperatriz06/07/2021 às 19h06

IMPERATRIZ - Professores e outros servidores da rede municipal de ensino se protestaram nesta terça-feira (06) em frente à Prefeitura de Imperatriz, por reajuste salaria. Em fevereiro do ano passado eles tiveram um reajuste de 12% sem retroativo, foi o último aumento para a categoria que alega estar tentando uma negociação há seis meses, sem sucesso. am por isso há mais de seis meses. Segundo os professores, as perdas salariais dos últimos 5 anos chegam a mais de 14% e comprometem a qualidade de vida dos professores e do ensino.

Além do reajuste salarial eles cobram melhorias nas condições de trabalho na pandemia. De acordo com os servidores, os que trabalham por meio remoto utilizam recursos próprios, como computadores e celulares, e os que cumprem expediente de modo presencial também alegam não ter a segurança necessária, com relação a equipamentos de proteção.

A rede municipal de ensino de imperatriz tem mais de 4.900 servidores ativos entre professores e prestadores de serviço. O grupo saiu em caminhada até o sindicato dos servidores da educação, numa mobilização pacífica.
Em nota, a Secretaria Municipal de Educação disse que as tratativas de reajuste salarial foram realizadas com o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Ensino de Imperatriz (STEEI), sindicato da categoria, e que com base na lei de responsabilidade fiscal está vedada a oneração da folha de pagamento com reajustes durante a pandemia.

A direção do steei informou que foram realizadas duas assembleias remotas e os servidores foram informados da situação jurídica da vedação de reajuste. Que mantém diálogo com o município em busca do melhor interesse para a categoria.

Veja nota na íntegra:


A Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) esclarece que as tratativas a respeito de reajuste salarial para os profissionais da Educação já foram realizadas com a legítima representatividade sindical da categoria, no caso o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Ensino de Imperatriz (Steei).

Conforme parecer da Procuradoria Geral do Município, com base na Lei n° 173/2020, de responsabilidade fiscal, fica vedada oneração da folha de pagamento, com reajustes salariais durante a pandemia.
Sobre as pessoas que estiveram à frente do Palácio Renato Cortez Moreira, nesta terça-feira (06), solicitando aumento de salários, não possuem representatividade sindical, tendo em vista estarem ligados a uma “suposta entidade” sem o devido reconhecimento legal.

Assim, reforçamos nosso compromisso com a classe dos profissionais da Educação, mas sempre respeitando as possibilidades financeiras e situação econômica do Município.
Imperatriz, 06 de julho de 2021.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.