Polícia

Homem é encontrado morto dentro de presídio em Imperatriz, em menos de 24 horas após ter sido preso

O homem foi identificado como Walison Macedo Frazão, baleado ao reagir a uma abordagem policial.
Angra Nascimento / Imirante.com29/09/2020 às 22h15
Homem é encontrado morto dentro de presídio em Imperatriz, em menos de 24 horas após ter sido presoWalison Macedo Frazão foi encontrado morto na UPR de Imperatriz. (Divulgação)

IMPERATRIZ – Um homem, identificado como Walison Macedo Frazão, conhecido pelo apelido de Caçula, foi encontrado morto nessa terça-feira (29), dentro de uma cela da Unidade Prisional de Ressocialização de Presos de Justiça Imperatriz, a antiga CCPJ, menos de 24 horas após ter sido preso.

Leia também: Quatro suspeitos de praticar assaltos são presos em Imperatriz

De acordo com informações da Polícia Civil, a vítima teria participado de um homicídio na noite do último sábado (26). Nesta segunda-feira (28), Walison e mais três homens estavam num carro, quando, em atitude suspeita, foram abordados pela Polícia Militar.

Houve perseguição policial e troca de tiros entre os bandidos e a PM, sendo que Walison ficou ferido, foi socorrido e levado para o Hospital Municipal de Imperatriz (HMI), onde recebeu atendimento. Em seguida, o homem foi levado para a delegacia e autuado juntamente com os demais.

“Ao receber o preso, a unidade prisional percebeu que ele tinha um ferimento. Então, ele foi novamente levado para o Socorrão, recebeu atendimento e mais uma vez foi liberado, e levado para o presídio, onde acabou vindo á óbito”, explica o delegado titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Praxísteles Martins.

A polícia ainda não sabe o que teria causado a morte do interno. Segundo o delegado Praxísteles Martins, a perícia, apesar de ter sido acionada, não compareceu ao local, e agora, a DHPP aguarda o resultado do exame de necropsia para saber o que teria causado a morte do homem, que aparentemente estaria em condições normais.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) deu mais detalhes sobre a morte do interno Walyson Macedo Frazão, na Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPITZ).

Leia a nota na íntegra:

"Sobre a morte do interno Walyson Macedo Frazão, na Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPITZ) a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) esclarece que:

1. O interno deu entrada na triagem da penitenciária na segunda-feira (30) com um ferimento na perna em decorrência de arma de fogo. Levando até o Instituto Médico Legal (IML) ele não pôde ser examinado pelo médico por estar com a perna imobilizada pelo uso de um gesso;
2. O interno foi levado para o Hospital Municipal de Imperatriz em uma viatura da Polícia Civil, acompanhado de servidores da SEAP;
3. Após receber alta do Hospital Municipal de Imperatriz, retornou à penitenciária de Imperatriz e foi instalado em uma cela próximo à enfermaria e distante dos demais internos;
4. Durante uma ronda feita por agentes penitenciários a 01h, o servidor constatou após questionamento ao preso se ele estava bem; sem resposta, o agente avisou a direção da unidade prisional sobre o fato;
5. A direção acionou o Serviço Móvel de Urgência (SAMU) que foi até a unidade prisional e o médico constatou o óbito do detento que foi levado para o Instituto Médico Legal para as devidas providências."

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.