Calamidade

Imperatriz entra em estado de calamidade pública

Segundo a Defesa Civil mais de 100 mm de chuva se precipitaram sobre Imperatriz nas últimas 12 horas.
Imirante.com, com informações da perefeitura de Imperatriz05/04/2019 às 14h16
Imperatriz entra em estado de calamidade públicaAs doações para famílias desabrigadas podem ser feitas na sede, rua Hermes da Fonseca, 49, Centro. (Foto: divulgação)

IMPERATRIZ - Nesta sexta-feira (5) foi realizada uma força tarefa liderada pelo gestor do município, Assis Ramos. Ele decretou estado de calamidade pública, diante da maior chuva que caiu na segunda maior cidade do Maranhão, nos últimos dez anos.

Segundo a Defesa Civil, mais de 100 mm de chuvas caíram sobre Imperatriz nas últimas 12 horas, isso depois das chuvas igualmente torrenciais de domingo para segunda-feira. Os bairros mais afetados foram Vila Ipiranga, Grande Cafeteira, Parque Alvorada I e II, Vila Redenção I e II, Bacuri, Vila JK, Santa Rita, São José e Mutirão, com cerca de 800 famílias atingidas, sendo que este numero poderá aumentar nas próximas horas. Confira a previsão do tempo para os próximos dias.

“Decretamos estado de calamidade e estamos notificando os governos estadual e federal, pedimos ajuda do exército e a Prefeitura com toda sua estrutura. Levamos famílias para quadras cobertas, escolas e Igrejas mais próximas não atingidas pelas águas, mas necessitamos da solidariedade de todos que possam ajudar”, declarou o prefeito Assis Ramos.

A prefeitura ordenou que toda a comida produzida hoje pelo Restaurante Popular da prefeitura de Imperatriz fosse distribuída para desabrigados das chuvas, principalmente dos bairros mais atingidos pela calamidade, Parque Alvorada I e II.

Defesa Civil, Infraestrutura, Limpeza Pública e as secretarias de esporte, desenvolvimento social, saúde, meio ambiente e planejamento urbano colaboram com as ações dando todo suporte inclusive levando remédios, alimentos, água potável e atendimento médico na quadra poliesportiva do Parque Alvorada. Toda a frota de carros e caminhões da prefeitura auxiliam as famílias resgatando móveis, pertences diversos e até automóveis levados pela chuva.

Duas pessoas já foram mortas com as enxurradas no Maranhão:

Em Davinópolis, adolescente é arrastada pela correnteza e morre afogada

Criança de 10 anos morre após ser levada por enxurrada em Açailândia

Já a Defensoria Pública do Estado do Maranhão (DPE-MA), informa que também está acompanhando e prestando assistência às famílias que foram vítimas das fortes chuvas que atingiram a cidade de Imperatriz, na noite do dia 4 e madrugada de hoje (5). Por causa das enchentes, provocadas pelas precipitações, centenas de famílias estão desabrigadas no município.

As chuvas fortes que caíram sobre Imperatriz provocaram diversos transtornos à população. Córregos e riachos transbordaram, provocando alagamentos em diversos pontos da cidade e obrigando muitas famílias a deixarem suas casas.

Desde o início da manhã, a equipe do Núcleo Regional da Defensoria Pública em Imperatriz está percorrendo os bairros mais atingidos pelas chuvas e vistoriando locais de acolhimento, para onde as famílias estão sendo levadas pela Prefeitura.

Bem como as ações executadas em alguns bairros de São Luís, atingidos por fortes chuvas no final de março, a DPE em Imperatriz também está disponibilizando atendimentos jurídicos e orientações sobre procedimentos necessários para possíveis indenizações, bem como para a concessão de aluguéis sociais, dentre outras políticas públicas que beneficiem as famílias.

A Defensoria Pública também está promovendo uma campanha de arrecadação de roupas, alimentos, colchões, remédios e outros itens. Quem quiser ajudar, pode entregar as doações no núcleo regional, que fica localizado na Avenida Getúlio Vargas, Nº 1587 – Centro.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.