Futebol Feminino

"É um sonho ajudar a equipe", diz maranhense Ary Borges

Meia abriu o caminho da vitória por 2 a 0 sobre o Paraguai na semifinal da Copa América

Com informações da CBF

- Atualizada em 27/07/2022 às 16h40
Meia abriu o caminho da vitória por 2 a 0 sobre o Paraguai na semifinal da Copa América
Meia abriu o caminho da vitória por 2 a 0 sobre o Paraguai na semifinal da Copa América (Thais Magalhães/CBF)

COLÔMBIA - Vaga na final, na Copa do Mundo e na Olimpíada. Com tanto em jogo, era de se esperar uma semifinal tensa nos primeiros minutos. A Seleção Brasileira e o Paraguai faziam duelo equilibrado até que, aos 15 minutos do primeiro tempo, a maranhense Ary Borges recebeu de Bia Zaneratto na entrada da área e, de canhota, estufou as redes. Foi o primeiro gol da Canarinho na partida e o segundo da meia de 22 anos na CONMEBOL Copa América Feminina.

“Fiquei muito feliz de ter marcado o gol, acho que ele saiu num momento em que a gente precisava para ter um pouquinho mais de tranquilidade no jogo. É algo que venho me cobrando, estar um pouco mais perto da área, e o mais importante hoje com certeza foi ter ajudado a equipe para sair com a vaga, então a felicidade é dobrada”, comemorou Ary.

Hegemônicas no continente, as Guerreiras do Brasil vão em busca do octacampeonato contra a anfitriã Colômbia no próximo sábado. O grupo, porém, passa por uma renovação e conta com várias estreantes, como é o caso de Ary. De olho na primeira taça com a Amarelinha, a meia já sonha com voos mais altos.

“Estou muito feliz, é um momento muito especial para mim, minha primeira competição oficial e esse era um dos nossos objetivos. A gente sabe que tinha a obrigação de conseguir essas vagas e saímos daqui hoje com o sentimento de satisfação por ter conseguido cumprir nossa primeira missão. É um sonho poder ajudar o Brasil a conquistar essas vagas e agora vamos em busca do título para depois pensar nas duas competições”, concluiu. 

 

Campanha do Brasil

É um orgulho como um todo. Temos criado uma identidade como grupo e sentido orgulho de tudo que fazemos na defesa e no ataque. É uma felicidade muito grande para nós saber que até agora não sofremos gols, e temos colocado isso como um objetivo, de terminar essa Copa América desta forma, porque estamos muito bem no ataque e, se não tomarmos nenhum lá atrás, provavelmente marcaremos lá na frente. Temos pouco tempo para treinar, mas temos trabalhado a cada dia para criar essa identidade. É um grupo muito bacana, que tem se preparado cada dia mais para pegar corpo e chegar bem à final.

Colômbia

Nós tivemos a oportunidade de nos reunir para assistir ao jogo de ontem e deu para analisar o que a Colômbia propõe para nós. Espero que seja um espetáculo na casa delas, que o torcedor compareça e que a gente possa corresponder à grandiosidade que é uma final de Copa América.

Torcida colombiana

Eu particularmente estou muito feliz de poder enfrentar a Colômbia na final, porque acho que o torcedor esperava ver sua seleção na decisão. Mas acho que é muito mais sobre como a gente vai preparar nosso time para enfrentar a Colômbia, é claro que vamos analisá-los, mas precisamos melhorar o que temos de melhorar dentro da nossa equipe para seguir nosso plano de jogo e fazer uma grande partida.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.