Em Santo Amaro do Maranhão

Com bebidas e pet, Nelsinho Piquet estaria infringindo Leis Ambientais nos Lençóis Maranhenses

O automobilista fez várias postagens mostrando um helicóptero pousando nas dunas locais, garrafas de bebida alcoólica nas águas e bugres passeando na área.
Imirante.com, com informações da Folha de São Paulo22/01/2020 às 15h31

SANTO AMARO DO MARANHÃO - Nessa quarta-feira (22), a Folha de São Paulo publicou uma reportagem sobre o automobilista Nelsinho Piquet, filho do tricampeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet, mostrando que postagens das redes sociais do piloto sugerem infrações ambientais nos Lençóis Maranhenses.

Foto: Reprodução/Instagram.

O automobilista fez várias postagens nas redes sociais mostrando um helicóptero pousando nas dunas locais, garrafas de bebida alcoólica nas águas, bugres passeando livremente na área, além de um pet (cachorro) na areia. As publicações têm causando polêmicas, pois, infringiriam as Leis Ambientais nos Lençóis Maranhenses.

Foto: Reprodução/Instagram.

Nelsinho Piquet é dono, desde o início de 2019, de um lote em condomínio na cidade de Santo Amaro, no Maranhão, um município colado à unidade de conservação.

Segundo a reportagem da Folha de São Paulo, o turismo ecológico é permitido na área do parque, porém, há uma portaria de 2017 do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão do Ministério do Meio Ambiente, que regulamenta como deve ser feito esse tipo de turismo. A portaria veta algumas ações, como: "Venda, porte e consumo de bebidas alcoólicas e drogas ilícitas", "trânsito de veículo motorizado sobre o campo de dunas livre", "entrada de animais domésticos" e "entrar no Parque Nacional em quadriciclos, motos, bugres, bem como realizar enduros e/ou rallys".

Foto: Reprodução/Instagram.

Por meio de nota, a assessoria do piloto diz que não houve consumo de álcool no local e que o automobilista tem ótima relação com as autoridades. “Como todos os condôminos do local, ele e seus vizinhos são associados à entidade Amigos do Parque e têm autorizações válidas para uso de veículos no Parque Nacional —salvo no quadrilátero chamado 'Zona Proibida', na área central do Parque”, alegou a assessoria.

Veja a reportagem completa na Folha de São Paulo.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.