Após vandalismo

Acusações de agressão contra Conor McGregor foram arquivadas

Após assumir a culpa por vandalismo, o atleta fica com a ficha limpa e livre para lutar.
Imirante Esporte26/07/2018 às 11h51
Acusações de agressão contra Conor McGregor foram arquivadas

MUNDO - Mesmo assumindo a culpa do ataque ao ônibus com lutadores do UFC, tudo ficou "suave" para o atleta irlandês Conor McGregor.

O lutador respondia pelo ataque ao ônibus que transportava seu rival Khabib Nurmagomedov e outros atletas. O vandalismo aconteceu no mês de abril, após ao UFC 223, em Nova York, onde McGregor e seu comparsa Cian Cowley lançaram objetos na direção do ônibus, acabando por quebrar as janelas e causar cortes nos lutadores Michael Chiesa e Ray Borg, além de um funcionário da equipe.

Nesta quinta-feira (26) pela manhã, o juiz liberou os atletas das acusações mais graves, como agressão, e constatou apenas como vandalismo, que de acordo com a legislação local, é considerado um crime menor.

Conor McGregor terá que cumprir cinco dias de serviço comunitário e também, deverá pagar os danos cometidos ao ônibus.

Durante entrevista, o empresário do lutador, Audie Attar, disse que é possível que ele volte a lutar apenas em outubro ou novembro.

"Conor está treinando, está em boa forma. Não sabemos quando ele vai lutar ainda, estamos negociando com o UFC. Se vai ser em Nova York ou em Las Vegas, ainda não está determinado, assim que acertarmos, saberemos onde vai ser", comenta.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.