Série B

Sampaio Corrêa perde de virada para o CSA e se complica na briga pelo acesso

Sem vencer há seis partidas, a Bolívia Querida está agora a seis pontos do G4.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte02/01/2021 às 19h29
Sampaio Corrêa perde de virada para o CSA e se complica na briga pelo acessoCSA e Sampaio Corrêa se enfrentaram no Estádio Rei Pelé, em Maceió. (Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas)

MACEIÓ – A queda de produção do Sampaio Corrêa no Campeonato Brasileiro Série B ganhou contornos dramáticos na tarde deste sábado (2). Em partida válida pela 32ª rodada da Segundona e disputada no Estádio Rei Pelé, em Maceió, a Bolívia Querida até abriu o placar diante do CSA e deu esperança ao torcedor tricolor, que sonhava com o fim do jejum de vitórias na competição nacional, mas a equipe azulina buscou a virada em apenas cinco minutos, venceu por 2 a 1 e frustrou os planos da equipe maranhense, em situação cada vez mais delicada na batalha por uma vaga na Série A de 2021.

Leia também:

Joécio cobra reação do Sampaio Corrêa: "Temos que voltar a pontuar"

Sampaio Corrêa confirma a saída do zagueiro Flávio Boaventura

Depois de um primeiro tempo morno, com as defesas anulando os ataques, a produção das duas equipes melhorou na etapa final. Sofrendo para avançar ao campo de ataque, o Sampaio Corrêa contou com uma bela jogada individual para abrir o placar no Rei Pelé: aos 20 minutos, Marcinho arriscou o chute da entrada da área e acertou o ângulo de Matheus Mendes. A euforia tricolor, entretanto, durou pouco, já que Yago, dois minutos depois, recebeu cruzamento de Paulo Sérgio, cabeceou firme e empatou para o CSA. Embalado, o Azulão virou a partida aos 25, com Rone, que foi lançado por Yago e acertou um chutaço, sem chances para Gustavo. Nos minutos finais, o Sampaio pressionou em busca do empate, mas o CSA segurou a vantagem até o apito final.

Derrotado nas últimas quatro partidas que disputou e sem vencer há seis jogos na Série B, o Sampaio Corrêa perdeu fôlego na briga pelo G4. Com o tropeço em Maceió, a Bolívia Querida permanece na oitava colocação da Segundona, com 45 pontos, seis a menos que o CSA, que assumiu a quarta posição com a vitória no Rei Pelé e ultrapassou o Cuiabá nos critérios de desempate.

Sampaio Corrêa e CSA voltam a campo pela Série B em partidas marcadas para a noite da próxima sexta-feira (8), às 21h30. Enquanto o Tricolor encara o Cruzeiro no Estádio Castelão, em duelo que terá transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte, o embalado Azulão enfrenta o ameaçado Figueirense no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

O jogo

Cientes da importância da partida na briga por uma vaga no G4 da Série B, CSA e Sampaio Corrêa não se expuseram muito nos primeiros minutos de confronto no Rei Pelé. Enquanto a equipe azulina trocava passes, a Bolívia Querida apertava a saída de bola, sem muito êxito. A primeira finalização do CSA aconteceu aos 11 minutos, com Rodrigo Pimpão, que recebeu cruzamento de Norberto e cabeceou sem perigo. Pouco depois, aos 13, Nadson cobrou falta, e Gustavo fez uma defesa tranquila.

Diante de um CSA pouco agressivo, o Sampaio Corrêa avançou suas linhas e tentou sufocar os donos da casa. Aos 16 minutos, Pimentinha passou pela marcação e serviu Roney, que tentou finalizar, mas foi travado pela defesa azulina, e a bola ficou nas mãos de Matheus Mendes. Já aos 20, após erro da defesa do CSA, a bola sobrou livre para Roney arriscar o chute na grande área e obrigar Matheus Mendes a rebater a finalização para a frente. Sem espaço, o CSA só voltou a chutar ao gol aos 26, mas Gustavo, atento, defendeu a tentativa de Nadson.

Mesmo com menor posse de bola, o Sampaio Corrêa continuou com as melhores oportunidades de gol. Léo Costa, aos 26 minutos, tentou a finalização na entrada da área, e Matheus Mendes desviou a bola para a linha de fundo. O último avanço do CSA, por sua vez, aconteceu aos 42: Norberto avançou pela direita e fez o levantamento para Paulo Sérgio, que finalizou de voleio, sem sucesso.

Sampaio abre placar, mas reservas do CSA decretam virada e vitória

O CSA voltou do intervalo disposto a aumentar a pressão sobre o Sampaio Corrêa, porém, a marcação tricolor continuava atenta e permitindo poucas chances ao time azulino. Rodrigo Pimpão, aos quatro minutos, e Gabriel, aos oito, arriscaram de longa distância, e Gustavo fez defesas tranquilas nas duas finalizações. Bem posicionado na defesa, o Sampaio abriu o placar aos 20 minutos, com uma obra-prima no Rei Pelé: após rebatida da defesa do CSA, a bola ficou nos pés de Marcinho, que avançou, arriscou o chute da entrada da área e acertou o ângulo esquerdo de Matheus Mendes.

A vantagem e a alegria do Sampaio Corrêa, entretanto, duraram apenas dois minutos. Aos 22, Paulo Sérgio avançou pela ponta direita e fez um cruzamento na medida para Yago, que fez o desvio de cabeça, sem chances para Gustavo, e empatou para o CSA. Já aos 25, o Azulão conseguiu a virada no placar: livre na direita, Yago levantou a bola para Rone, que chutou de primeira e colocou os donos da casa em vantagem. A situação do Sampaio ficou ainda mais complicada com a expulsão de Pimentinha, aos 30 minutos, após reclamação com o árbitro Wagner Reway.

Mesmo jogando em casa e com um atleta a mais em campo, o CSA recuou na reta final de partida e permitiu que o Sampaio Corrêa esboçasse uma pressão no Rei Pelé. Aos 31 minutos, Marcinho cobrou falta, a bola desviou em Diego Renan e tirou tinta da trave esquerda do Azulão. Depois disso, o Tubarão apostou em cobranças de escanteio e levantamentos para a grande área, mas o CSA se segurou bem, confirmou a vitória em casa e aumentou a pressão sobre a equipe maranhense.

FICHA TÉCNICA

CSA: Matheus Mendes; Norberto (Cedric), Rodolfo Filemon, Luciano Castan e Diego Renan; Geovane, Gabriel (Pedro Lucas) e Nadson (Yago); Rafael Bilu (Andrigo), Paulo Sérgio e Rodrigo Pimpão (Rone). Treinador: Mozart

SAMPAIO CORRÊA: Gustavo; Joazi, Joécio, Daniel Felipe e João Victor (Marlon); Léo Costa (Serginho), Vinicius Kiss (André Luiz) e Marcinho (Robson Duarte); Roney (Jackson), Pimentinha e Caio Dantas. Treinador: Léo Condé

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.