Campeonato Maranhense

Sampaio Corrêa e Imperatriz abrem rodada com empate no Castelão

Tricolor pode perder liderança do Estadual; Cavalo de Aço permanece no G4.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte30/01/2019 às 22h33
Sampaio Corrêa e Imperatriz abrem rodada com empate no CastelãoSampaio Corrêa e Imperatriz se enfrentaram no Castelão. (Lucas Almeida / Sampaio Corrêa FC)

SÃO LUÍS – Potenciais candidatos ao título do Campeonato Maranhense, Sampaio Corrêa e Imperatriz abriram a terceira rodada da competição na noite desta quarta-feira (30), em partida disputada no Estádio Castelão. Líder do Estadual e contando com o apoio de seu torcedor, o Tricolor abriu o placar ainda no primeiro tempo, mas o Cavalo de Aço, depois de muita insistência no campo de ataque, arrancou o empate por 1 a 1 em São Luís.

Leia também:

Flávio Araújo valoriza entrega do Sampaio Corrêa após expulsão e pênalti

Ruy Scarpino elogia atuação do Imperatriz: "merecíamos a vitória"

Mesmo em boa fase no Maranhense, o Sampaio Corrêa foi dominado pelo Imperatriz no primeiro tempo. Com maior posse de bola e avanços em velocidade, o Cavalo de Aço criou as melhores chances de gol e parou em grandes defesas de Rodrigo Santos. Apesar do momento ruim, o Tricolor foi para o intervalo em vantagem: aos 27 minutos, Maxuell Samurai aproveitou erro da defesa colorada e abriu o placar no Castelão. Na etapa final, o Sampaio teve uma atuação melhor, mas teve que lidar com a expulsão precoce do zagueiro Moisés Lucas e com o gol de empate do Imperatriz, marcado por Júnior Chicão, aos 31 minutos, em cobrança de pênalti.

Com o empate em casa, o Sampaio Corrêa chegou aos sete pontos e mantém a liderança provisória do Campeonato Maranhense. Se o Moto Club derrotar o Santa Quitéria nesta quinta-feira (31), a Bolívia Querida cai para a segunda posição. Já o Imperatriz, com quatro pontos em três rodadas, ocupa a terceira colocação do Estadual.

Agora, o Sampaio Corrêa volta as suas atenções para a Copa do Nordeste, onde ainda não conseguiu vencer após duas rodadas. O Tricolor encara o CSA na noite deste domingo (3), às 19h30, no Estádio Castelão, com transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte. O Imperatriz, por sua vez, encara o Pinheiro na próxima quinta-feira (7), às 20h, no Estádio Frei Epifânio, pela quarta rodada do Estadual.

O jogo

Diante de apenas 767 torcedores, Sampaio Corrêa e Imperatriz fizeram um início de jogo morno no Castelão. Mesmo atuando fora de casa, o Cavalo de Aço tomou a iniciativa, mas a Bolívia Querida, bem posicionada, freava os avanços mais perigosos dos visitantes. Aos 17, Marcos Paulo teve a chance de abrir o placar para o Imperatriz, em cobrança de falta que passou longe do gol do Sampaio.

Como o Sampaio Corrêa encontrava dificuldades para se organizar em campo, o Imperatriz aproveitou para criar suas chances no campo de ataque. O Cavalo de Aço desperdiçou duas oportunidades aos 26 minutos, com Júnior Chicão e Tibiri, que pararam em grandes defesas de Rodrigo Santos. Curiosamente, o Sampaio balançou as redes em seu pior momento na partida: aos 27, Rômulo fez o cruzamento para a grande área, a zaga do Imperatriz não afastou, e Maxuell Samurai finalizou para o gol.

Em vantagem, o Sampaio Corrêa se animou e quase anotou o segundo gol aos 40 minutos, novamente com Maxuell Samurai, que passou como quis por Renan Dutra e chutou forte, obrigando Jean a fazer uma difícil defesa. O Imperatriz ainda teve a chance do empate aos 45, em cobrança de falta de Daniel Barros, que parou nas mãos de Rodrigo Santos.

Imperatriz arranca empate em cobrança de pênalti

Em apenas seis minutos da etapa final, o Sampaio Corrêa sofreu um duro golpe com a expulsão do zagueiro Moisés Lucas e teve que lidar com a pressão do Imperatriz, que avançou as linhas em busca do empate. O Cavalo de Aço assustou o Tricolor aos 15 minutos, após Júnior Chicão receber passe de Daniel Barros, chutar forte e parar em defesa de Rodrigo Santos, mas a arbitragem assinalou impedimento do atacante colorado.

Depois de vários avanços sem sucesso, o Imperatriz arrancou o empate em um lance polêmico aos 26 minutos. Lucas Campos avançou, foi derrubado na grande área e a arbitragem marcou o pênalti, para protestos dos jogadores do Sampaio Corrêa, que questionaram uma falta sobre Rômulo no lance anterior. Após cinco minutos de paralisação, Júnior Chicão cobrou pênalti com categoria e deixou tudo igual pelo Imperatriz.

O Imperatriz partiu para o ataque em busca da virada, mas o Sampaio Corrêa, fechado com duas linhas de quatro, segurou bem a pressão visitante. Aos 36 minutos, Rodrigo Santos saiu do gol e interceptou passe de Júnior Chicão para Kaká. Pouco depois, aos 40, Gabriel Paulino arriscou a última finalização pelo Cavalo de Aço, sem sucesso.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo Santos; Yann, Rafhael, Moisés Lucas e Rômulo; Patrick (João Felipe), Dedé, Talisson e Salatiel (Wanderson); Edgar (Christian) e Maxuell Samurai. Treinador: Flávio Araújo

IMPERATRIZ: Jean; Gabriel Paulino, Renan Dutra, Anderson e Renan; Tibiri, Lucas Campos (Lucão), Daniel Barros, Marcos Paulo (Kaká) e João Neto (Jeff Silva); Júnior Chicão. Treinador: Ruy Scarpino

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.