Campeonato Maranhense

Sampaio Corrêa busca empate no fim, mas Imperatriz avança à final do Estadual

Garantido na Copa do Brasil de 2020, Cavalo de Aço enfrentará Moto Club ou Maranhão na decisão.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte06/04/2019 às 22h14
Sampaio Corrêa busca empate no fim, mas Imperatriz avança à final do EstadualImperatriz e Sampaio Corrêa duelaram no Frei Epifânio. (Lucas Almeida / L17 Comunicação / Sampaio Corrêa FC)

IMPERATRIZ – Em um jogo com emoção até o último segundo, o Imperatriz garantiu, na noite deste sábado (6), a classificação para a final do Campeonato Maranhense. Contando com o apoio de seu torcedor, que compareceu em bom número ao Frei Epifânio, o Cavalo de Aço sofreu um gol nos acréscimos e ficou no empate por 1 a 1 com o Sampaio Corrêa, mas o resultado foi o suficiente para a equipe colorada, que segurou o 0 a 0 na primeira partida das semifinais, em São Luís, e tinha a vantagem do empate no placar agregado dos dois jogos, já que fez melhor campanha na primeira fase do Estadual.

Leia também:

Ruy Scarpino lamenta gol sofrido no fim, mas destaca classificação do Imperatriz

Após eliminação do Sampaio Corrêa, Andrey dispara: "Temos que tomar vergonha na cara"

Mesmo precisando de um empate para se classificar, o Imperatriz não se limitou a segurar o Sampaio Corrêa e criou suas chances no ataque, sendo premiado aos 21 minutos do segundo tempo: após cobrança de escanteio de Renan Luís, o zagueiro Renan Dutra se antecipou aos zagueiros tricolores, abriu o placar e fez a festa da torcida colorada no Frei Epifânio. O Sampaio ainda arrancou o empate aos 48 minutos, com Maxuell Samurai, após grande jogada de Eloir, mas já era tarde para impedir a festa do Cavalo de Aço.

Com a vitória na semifinal contra o Sampaio Corrêa, o Imperatriz garantiu, além da presença na decisão do Campeonato Maranhense, a vaga na Copa do Brasil de 2020. O Sampaio, por sua vez, volta agora as suas atenções para a disputa do Campeonato Brasileiro Série C, onde reencontrará o Cavalo de Aço, e das oitavas de final da Copa do Brasil.

Classificado, o time do Imperatriz aguarda a definição da outra semifinal, entre Moto Club e Maranhão Atlético. Se o Moto avançar à final, o Cavalo de Aço não terá vantagem do mando de campo ou do empate no placar agregado, já que o Rubro-Negro liderou a primeira fase do Estadual. Se o rival na decisão for o Maranhão Atlético, o Imperatriz terá as mesmas vantagens da série contra o Sampaio Corrêa.

O jogo

A partida no Frei Epifânio começou equilibrada, mas o Imperatriz, empurrado pela torcida, teve maior iniciativa, trocando passes no campo de ataque e procurando espaços na defesa do Sampaio Corrêa. A primeira tentativa do Cavalo de Aço aconteceu aos 18 minutos: após finalização de Lucas Campos, Andrey fez grande defesa e salvou o Sampaio.

Mesmo com o passar do tempo, o cenário da partida não sofreu grandes mudanças. Enquanto o Sampaio Corrêa encontrava dificuldades para impor seu estilo de jogo, o Imperatriz assustava em seus avanços. Aos 26 minutos, Adauto recebeu lançamento na grande área, fez o desvio de cabeça, e Andrey freou mais uma tentativa do Cavalo de Aço.

Como o Sampaio Corrêa não representava maior ameaça ao setor defensivo, o Imperatriz intensificou a pressão na reta final do primeiro tempo. Marcos Paulo, aos 32 minutos, bateu de fora da área, e a bola saiu pela linha de fundo. Pouco depois, aos 36, Gabriel Paulino também finalizou da intermediária e quase fez um belo gol no Frei Epifânio.

Rede balança no segundo tempo

Depois de um primeiro tempo apático, o Sampaio Corrêa voltou com tudo para a etapa final. Com Cleitinho no lugar de Medina, o Tricolor adotou uma postura mais agressiva no ataque e acumulou chances: aos dois minutos, Patric Calmon arriscou chute, que parou em cima da zaga, enquanto Odair, aos sete, recebeu cruzamento de Cleitinho e cabeceou para defesa de Jean. A resposta do Imperatriz veio em um chute de Marcos Paulo, aos 13, que não levou muito perigo a Andrey.

Precisando da vitória, o time do Sampaio Corrêa desperdiçou uma grande chance para abrir o placar aos 19 minutos: após levantamento na grande área, Jean saiu mal do gol, e Maxuell Samurai conseguiu o desvio, que foi para fora. O susto acordou o Imperatriz, que abriu o placar pouco depois, aos 21, com o zagueiro Renan Dutra, que aproveitou escanteio cobrado por Renan Luís, desviou de cabeça e encaminhou a classificação colorada para a final do Estadual.

Satisfeito com o 1 a 0, o Imperatriz diminuiu a pressão, enquanto o Sampaio Corrêa, sem alternativa, se lançava ao campo de ataque de qualquer maneira. Após Patric Calmon mandar uma finalização pela linha de fundo aos 27 minutos, foi a vez de Salatiel, aos 41, parar em defesa de Jean. Já aos 48, o Sampaio balançou as redes com Maxuell Samurai, aproveitando passe de Eloir, mas o tempo era curto para qualquer reação, e o Imperatriz confirmou a classificação para a segunda final consecutiva do Campeonato Maranhense.

FICHA TÉCNICA

IMPERATRIZ: Jean; Gabriel Paulino, Tomais, Renan Dutra e Renan Luís; Tibiri (Gabriel Caju), Xaves e Marcos Paulo (Cebolinha); Lucas Campos, Adauto (Daniel Barros) e Júnior Chicão. Treinador: Ruy Scarpino

SAMPAIO CORRÊA: Andrey; Wanderson, Odair, Vitor Salvador e Patric Calmon; Dedé, Medina (Cleitinho), Eloir e Christian (Salatiel); Lucas Gabriel (Ulisses) e Maxuell Samurai. Treinador: Julinho Camargo

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.