Investigação

Neymar Jr. é acusado de estuprar mulher em Paris

Segundo a polícia, a vítima afirmou que no dia 17 retornou ao Brasil, e que estava abalada e com medo de fazer o B.O. em outro país, por isso decidiu fazer o registro somente em uma delegacia de São Paulo.
Imirante Esporte01/06/2019 às 17h56
Neymar Jr. é acusado de estuprar mulher em ParisO jogador Neymar está com a seleção brasileira, na Granja Comary, em Teresópolis. ( Foto: Reprodução)

SÃO PAULO - Nessa sexta-feira (31) uma mulher, que não teve a identidade revelada pela polícia, registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.) acusando o jogador Neymar de estupro.

Segundo a mulher, o crime de estupro teria acontecido no dia 15 de maio, em um hotel em Paris.

A assessoria de imprensa do jogador informou que está tomando conhecimento das informações sobre o acaso para poder fazer um pronunciamento

De acordo com a polícia, a vítima afirmou que no dia 17 retornou ao Brasil, e que estava abalada e com medo de fazer o B.O. em outro país, por isso decidiu fazer o registro somente em uma delegacia de São Paulo, local de residência dela.

Ainda segundo informações da mulher, Neymar foi quem pagou passagens e hospedagem em Paris. Ela relata quo jogador da Seleção Brasileira chegou no também no dia 15.

Após uma conversa e “troca de carícias”, em um determinado momento, "Neymar se tornou agressivo e, mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima", segundo a vítima.

O jogador Neymar está com a seleção brasileira, na Granja Comary, em Teresópolis, no estado do Rio de Janeiro, treinando para a Copa América.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que inquérito segue em sigilo.

Veja nota na íntegra:

" Houve uma denúncia registrada pela vítima na 6ª DDM (Delegacia de Defesa da Mulher). O inquérito policial segue em sigilo.
São Paulo, 01 de junho de 2019".

Veja íntegra do conteúdo relatado pela vítima no B.O.

Comparece nesta Especializada a vítima qualificada sob o provimento CG 32/2000, noticiando que conheceu Neymar da Silva Santos Junior através das redes sociais (Instagram) e passaram a trocar mensagens. A vítima afima que Neymar lhe convidou para encontrá-lo em Paris e seu assessor "Gallo" entrou em contato com a mesma na data de 12/05/2019 e forneceu as passagens e hospedagem. A vítima afirma que embarcou na data de 14/05/2019, chegando em Paris na data de 15/05/2019, hospedando-se no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe. A vítima afirma que na mesma data, Neymar chegou por volta das 20:00 no hotel, aparentemente embriagado, começaram a conversar, trocaram "carícias", porém em determinado momento, Neymar se tornou agressivo, e mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima. A vítima afirma que foi em bora de Paris na data de 17/05/2019 retornando ao Brasil. A vítima afirma que estava abalada emocionalmente e com medo de registrar os fatos em outro país, decidindo registrá-los nesta Especializada em razão de seu endereço residencial. Com base no Princípio de Extraterritorialidade, bem como as partes serem brasileiras, o presente Boletim de Ocorrência foi registrado nesta Especializada, inclusive para fins de encaminhamento aos exames que se fizerem necessários. Informo, por fim, que demais informações a respeito dos fatos foram colhidas em termos próprios, bem como documentos pertinentes. Nada mais.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.