Coluna Via Digital

Volkswagen Gol sai de linha após 42 anos

Compacto será aposentado com versão de despedida. Polo Track chega como substituto. Conheça mais detalhes.

Por Lucia Camargo Nunes*

- Atualizada em 21/11/2022 às 14h17
Gol sai de linha.
Gol sai de linha. (Foto: Divulgação)

BRASIL - De uma tacada só, a Volkswagen finalmente anunciou a despedida do Gol, após 42 anos de mercado e 7 gerações, e apresentou seu sucessor.

Para homenagear sua aposentadoria, a Volkswagen lança a Last Edition, de apenas mil unidades numeradas. A Kombi, que também recebeu uma série limitada de mesmo nome quando saiu de linha em 2013, chega a ser encontrada hoje à venda por mais de R$ 220 mil.

Por enquanto a marca não revelou preço ou detalhes técnicos.

O que vemos nas fotos são seus faróis e lanternas com máscara negra, grade pintada em black piano, faróis de neblina e spoiler traseiro. Por dentro, bancos esportivos em três tons e costura em vermelho, detalhes em plástico que imitam cromados, painel de instrumentos com novo grafismo e sistema de som Composition Touch.

Eis o Polo Track

A Volkswagen já correu para apresentar o substituto do Gol, que só chega em fevereiro. Afinal, seu compacto aposentado, embora quarentão, figura como 5º automóvel mais vendido do ano, com 56 mil no acumulado até outubro.

O Polo Track é uma opção mais simplificada do hatch, com menos conteúdos, por R$ 79.990 (preço de pré-venda). Alguns itens disponíveis neste modelo de lançamento não serão de série.

No design, o Polo Track mantém os faróis da geração anterior e recebe novo para-choque e grade em formato colmeia. As rodas de 15” tem novo desenho. Na traseira, as diferenças são menos perceptíveis, denunciada apenas pela nomenclatura “Track” abaixo do logotipo.

Por dentro, o painel tem acabamento mais simples e reto. O sistema de som com bluetooth, volante multifuncional, computador de bordo, entradas USB e antena de teto estão disponíveis na pré-venda, e depois serão vendidos como opcionais.

O novo modelo de entrada da Volkswagen traz ainda ar-condicionado, direção elétrica, vidros elétricos dianteiros e travamento elétrico e remoto das portas. Quatro airbags, quatro alto-falantes, controles de tração e estabilidade e assistente de partida em rampas também são de série.

O motor do antecessor foi mantido: 1.0 de até 84 cv com câmbio manual de 5 marchas, o mesmo também do Polo MPI.

Novo elétrico da Peugeot

A Peugeot lança seu terceiro modelo elétrico no país, depois do e-208 e do e-Expert. Desta vez, a marca do Grupo Stellantis importa da Espanha o SUV e-2008, por R$ 259.990.

Com motor elétrico de 136 cv e 26,5 kgfm de torque instantâneo, o elétrico alcança 345 km (ciclo WLTP) com uma carga de bateria. Conta com um modo de dirigir que acelera, desacelera e regenera energia para as baterias.

De acordo com a marca, seu diferencial é a recarga ágil: num carregador rápido, em 30 minutos, carrega 80% de sua capacidade. Por um wallbox de 7,4 kW e 22 kW a recarga leva 6 horas. Mas se for numa tomada doméstica de 220V pode levar 25 horas.

A Peugeot dá garantia de 8 anos para a bateria, com limite de quilometragem de 160 mil km.

Rota Sul preenche corredor com eletropostos

Da iniciativa entre quatro empresas, nasceu a Rota Sul: dez pontos de carregadores rápidos e semirrápidos para carros elétricos, que cortam os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Os eletropostos ficam a cada 200 km e são fruto da parceria entre postos Sim, Nissan, Movida e Zletric.

A primeira fase foi inaugurada com 4 postos de 60 Kw nas cidades de São Sebastião do Caí, Gravataí, Caxias do Sul e Três Cachoeiras (todas no RS) com conectores Chademo e CCS. Um posto semirrápido, com 22 Kw do Tipo 2, também abriu em Laguna (RS).

Na segunda fase, prevista até o fim de novembro, outros 5 postos entram em operação: um rápido em Gramado (RS) e mais 4 semirrápidos em Bento Gonçalves e Itajaí (RS), Araquari e Camaquã (SC).

Toda a operação, que é paga, deve ser feita pelo aplicativo da Zletric. Custa R$ 1,99 cada kW. O investimento do Rota Sul é 100% privado. Como o custo de um carregador rápido é elevado, foi feita essa parceria para a viabilização do projeto de R$ 2,4 milhões.

*Lucia Camargo Nunes é economista e jornalista especializada no setor automotivo, editora do portal www.viadigital.com.br. E-mail: lucia@viadigital.com.br

Volkswagen Gol sai de linha após 42 anos

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.