Coluna Via Digital

Honda HR-V turbo é rápido e divertido

Avaliamos a nova versão topo de linha Touring, que tem tamanho de SUV compacto e credenciais para brigar com SUVs médios.

Lucia Camargo Nunes*

- Atualizada em 15/11/2022 às 10h40
Novo Honda HR-V Turbo.
Novo Honda HR-V Turbo. (Foto: Divulgação)

BRASIL - Após alguns meses do lançamento das versões aspiradas e filas de espera, a Honda lança duas novas versões do HR-V com motor turbo. 

As duas contam com o novo motor 1.5 turboflex de 177 cv de potência e 24,5 kgfm de torque, acoplado ao câmbio CVT. A versão turbo Advance custa R$ 176.800 e a Touring, R$ 184.500. As versões aspiradas com motor de até 126 cv saem a R$ 143.900 (EX) e R$ 151.400 (EXL). 

Com acelerações vigorosas e respostas rápidas, esse conjunto mecânico deixou o HR-V bem esportivo e agradável de dirigir. Há três modos de rodar: o Econômico é ideal para circular na cidade. O Normal já deixa o carro bem esperto, e o modo Sport estica mais as marchas e faz a direção ficar ainda mais divertida. 

O consumo é bom pelo que entrega em desempenho: com gasolina no tanque, segundo o Inmetro, faz 11,3 km/l na cidade e 12,6 km/l na estrada. 

A suspensão, de acerto mais esportivo, é firme e ainda confortável. 

Um destaque de toda linha HR-V é o pacote de segurança Sensing, que conta com controle de cruzeiro adaptativo, sistema de frenagem para mitigação de colisão, assistência de permanência em faixa, mitigação de evasão de pista e ajuste automático de farol. Tem ainda 6 airbags, assistente de partida em rampa (HSA), alerta de baixa pressão dos pneus, câmera de ré e sensores de estacionamento. 

No visual em relação às duas versões aspiradas, mudam a grade, de estilo colmeia e mais esportiva, as rodas de 17 polegadas com desenho exclusivo, detalhes cromados e caixas de rodas em black piano. Atrás, as lanternas são fumê e há a saída dupla do escapamento. 

Na versão avaliada pela Via Digital, Touring, o porta-malas tem abertura por sensor: basta passar o pé embaixo da carroceria e a tampa é aberta. Esse espaço, aliás, na nova geração do SUV, perdeu 80 litros e agora acomoda 354 litros. Menos porta-malas, mas a área para os passageiros no banco de trás está mais generosa. 

Por dentro, o HR-V conta com quadro de instrumentos de 7” de alta definição, multimídia de 8” com pareamento com smartphone sem fio e carregador por indução. 

O novo Honda HR-V turbo é um SUV compacto com desempenho e conforto de SUV médio. Em porte, briga com Hyundai Creta, mas pelo motor encara Jeep Compass, Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos. 

23ª Fenatran: novidades e muitos negócios

Após três anos sem ser realizada, a maior feira de caminhões da América Latina voltou a ser palco dos principais lançamentos de veículos pesados. 

A 23ª edição da Fenatran aconteceu de 7 a 11 de novembro em São Paulo com a expectativa de incrementar as vendas neste penúltimo mês do ano: a organização esperava receber 65 mil pessoas no evento, que reuniu 500 expositores e somou R$ 9 bilhões em novos negócios. 

Nas linhas de caminhões, as principais novidades são os motores que passam a atender à legislação de emissões Euro 6 ou Proconve P8 que, com as novas tecnologias, estão menos poluentes e mais econômicos. 

Em busca da descarbonização, há novidades em veículos a gás e elétricos. A Volvo, por exemplo, apresentou um FM elétrico (40 toneladas), voltado à distribuição urbana e regional, com autonomia de até 300 km.

Com até 8% de economia de combustível, a DAF exibiu seus modelos Euro 6, com produzidos em Ponta Grossa (PR). 

Seguindo tendência de mercado, a Scania aproveitou a feira para lançar seu programa de locação, voltado em especial ao setor de agronegócio. 

Um dos destaques da VWCO foi o caminhão-conceito extrapesado Meteor Optimus, que pode rodar com diesel ou HVO (feito de óleo vegetal hidrogenado) e modernas tecnologias como câmeras no lugar dos retrovisores.

Já a Mercedes-Benz apresentou seu primeiro caminhão autônomo nível 4: um Atego, desenvolvido em parceria com a startup Lume Robotics e a Ypê, que vai inaugurar um centro de distribuição. O modelo sabe a rota que vai percorrer, tem uma pré-roteirização e consegue andar sem motorista. 

*Lucia Camargo Nunes é economista e jornalista especializada no setor automotivo, editora do portal www.viadigital.com.br. E-mail: lucia@viadigital.com.br

Honda HR-V turbo é rápido e divertido

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.