Partida

Goiás vira sobre o Náutico e mantém fuga da zona de rebaixamento

O Náutico, por sua vez, agora com 21 pontos, caiu para o 10º lugar.

Gazeta Esportiva

- Atualizada em 27/03/2022 às 11h31

GOIÂNIA - O Goiás venceu o Náutico por 4 a 2, no estádio Serra Dourada, em partida válida pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Depois de ficar atrás no placar, o Esmeraldino teve grande atuação no segundo tempo, marcando três gols para garantir o triunfo.

No primeiro tempo, o Timbu saiu na frente, de pênalti, logo aos 3 minutos, com Hugo. O Goiás chegou a deixar tudo igual, aos 37, com Carlos Eduardo, mas Roni marcou, aos 44, e deixou os pernambucanos na frente.

O domínio dos mandantes na segunda etapa começou aos 8 minutos, quando Léo Lima fez de cabeça o gol de empate. Aos 18, o Esmeraldino ficou na frente do placar depois da boa jogada de Patrick concluída por Rossi. Para fechar a vitória, Rossi marcou de novo, aos 25, após driblar o goleiro Júlio César.

Com a vitória, o Goiás se mantém na 16ª colocação, mas conseguiu diminuir a distância para o Paysandu, com 20, que empatou nesta rodada. Em caso de derrota do Bragantino, o Esmeraldino pode abrir quatro pontos da zona de rebaixamento. O Náutico, por sua vez, com 21 pontos, caiu para o 10º lugar, e pode ser ultrapassado pelo Luverdense, que ainda entrará em campo.

O jogo

A partida mal havia começado e o árbitro já assinalou pênalti para o Náutico, aos 3 minutos. O goleiro Ivan saiu atrasado e derrubou o atacante Roni dentro da área. Hugo foi para a cobrança e colocou no canto direito para abrir o placar.

Com a vantagem no placar, o Timbu tomou conta do jogo. Os pernambucanos ficavam com a posse de bola e aproveitavam que o Goiás ainda não conseguia se encontrar dentro do campo.

Aos 25 minutos, o goleiro Júlio César saiu mal com a bola, ela sobrou de volta para o Esmeraldino, que armou rápida jogada para cruzar a bola rasteira na área. Carlos Eduardo entrava na altura do pênalti para finalizar e foi derrubado: penalidade máxima.

Léo Lima foi para a cobrança, mas tirou muito do goleiro, mandou para fora e desperdiçou a oportunidade de empatar a partida.

Vendo o seu time sem reação, o técnico Léo Condé aproveitou a pausa para hidratação e tirou o zagueiro Alex Alves e colocou o meia Daniel Carvalho. Assim, Anderson Salles foi para a zaga e Léo Sena para a lateral direita.

A troca ousada surtiu efeito imediato. Aos 37, Léo Sena deu ótimo passe para Rossi, que se atrapalhou para driblar o goleiro Júlio César, mas a bola sobrou para Carlos que bateu para o gol vazio.

O Náutico respondeu em seguida. Aos 44 minutos, Maylson deu grande passe no meio da defesa, Roni ganhou na velocidade, invadiu a área e tocou por cima de Ivan para colocar o Timbu de volta na frente.

Na volta para a segunda etapa, aos 8, o placar voltou a ficar igual. Depois de cruzamento de Rossi, Léo Lima subiu por trás da zaga e cabeceou no contrapé de Júlio César. O Timbu tentou responder com chute de Hugo, mas Ivan espalmou.

Empolgado, o Esmeraldino assumiu a vantagem no placar. Aos 18, Patrick roubou a bola e cruzou rasteiro para Rossi concluir para o gol. Quatro minutos depois, Daniel Carvalho cobrou falta rasteiro no cantinho direito, mas Júlio César se esticou para espalmar.

O Náutico se lançou ao ataque para buscar o empate, mas sofreu mais um gol. Aos 23, Daniel Carvalho lançou Rossi, que driblou o goleiro e bateu para o gol vazio. Com a vitória garantida, o Goiás quase marcou o quinto, aos 47, com rápido contra-ataque, mas Júlio César defendeu.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.