(Divulgação)

COLUNA

Pergentino Holanda
O colunista aborda em sua página diária os acontecimentos sociais do Maranhão e traz, também, notícias sobre outros estados e países, incluindo informações das áreas econômica e política.
Pergentino Holanda

PH Revista: a princesa Ira de Fürstenberg

E mais: Ideologia acima da razão

PH

Atualizada em 24/02/2024 às 09h31
Capa do PH Revista
Capa do PH Revista

DESTAQUE de capa do PH Revista deste fim de semana, a princesa Ira de Fürstenberg, que morreu na última segunda-feira, 19 de fevereiro, em Roma. Tinha 83 anos e uma vida repleta de histórias, entre a aristocracia italiana e a realeza alemã. Ela foi modelo, designer de joias, mas sobretudo parte da nata do jet set europeu

CLIQUE AQUI E LEIA O PH REVISTA NA ÍNTEGRA

O funeral da Princesa Ira

A cidade de Roma foi palco  da despedida de Ira de Fürstenberg. Às doze horas da manhã de sexta-feira, 23, seu caixão chegou à Basílica de Santa Maria di Montesanto, localizada na Piazza del Popolo em Roma, também conhecida como Igreja dos Artistas, para que seus familiares e amigos – com grande tristeza – pudessem dar o último adeus à princesa que morreu em 19 de fevereiro  na Itália, aos 83 anos.

A princesa era filha do príncipe austríaco-húngaro Tassilo von Fürstenberg e Clara Agnelli e neta do senador Giovanni Agnelli, fundador da Fiat.

Hubertus de Hohenlohe foi o primeiro a ir à igreja acompanhado por Simona Gandolfi. O filho do aristocrata e Alfonso de Hohenlohe-Langenburg, chegou vestido de preto e sem largar a mão da esposa – também vestida de luto –, com uma cara muito séria para se despedir da mãe. Atrás dele estava o empresário  Tomás Terry, que não hesitou em viajar até Itália para se despedir de sua grande amiga Ira de Furstenberg, protagonista de uma vida cinematográfica marcada pelo amor e por uma grande tragédia.

Nesta última despedida de Ira de Fürstenberg, juntou-se Marisela Federici. A condessa é um dos rostos mais conhecidos da capital italiana e era amiga íntima da princesa. Ao chegar – com um terno muito elegante composto por saia e paletó pretos, que combinou com um colar de pérolas e um chapéu – demonstrou seu bom relacionamento com a família cumprimentando  Hubertus de Hohenlohe e sua esposa e até posando para uma fotografiafeita pelos fotógrafos que viajaram para cobrir o funeral.

Entre as personalidades que compareceram para homenagear Ira, estavam o príncipe Hugo de Windisch-Graetz , marido de Sofia de Habsburgo. Com um rosto muito sério e triste, Inês Sastre também viajou a Roma para assistir ao funeral de sua querida amiga,  uma princesa desde o berço e  com tratamento de Alteza Sereníssima. A modelo e o aristocrata eram muito próximos, aliás, uma das últimas vezes que apareceram publicamente juntos foi  durante a festa de aniversário deste último, onde desfrutaram da companhia um do outro.

Uma linda fotografia da princesa foi colocada na igreja junto com uma série de coroas que alguns conhecidos da família enviaram. Entre as decorações florais podia-se ver, por exemplo, a do presidente e da primeira-dama da Costa do Marfim, Camilla Blaffer.

Uma vez lá dentro, começou a missa fúnebre em homenagem a Ira de Fürstenberg. O caixão foi colocado no centro do altar da capela-mor – no total, na basílica há seis câmaras laterais, planta retangular e um presbitério profundo – e sobre o caixão foi colocada uma coroa de rosas brancas. Depois de terminar a Eucaristia, Hubertus de Hohenlohe e sua esposa saíram da igreja, sem conseguir conter as lágrimas, cumprimentando e agradecendo as expressões de carinho de todos aqueles que foram se despedir de sua mãe.

Já do lado de fora,  Hubertus de Hohenlohe, cantor , fotógrafo e empresário,  ficou na porta do templo para receber as condolências dos presentes. Tanto a sua família e amigos como os do falecido aristocrata apoiaram o esquiador de elite nesse dia tão complicado, assim como o empresário italiano John Elkann – fruto do casamento de Margherita Agnelli, filha mais nova do patriarca da Fiat, e o escritor e jornalista de origem francesa Alain Elkann – e sua esposa Lavinia Borromeo.

Hubertus de Hohenlohe foi o primeiro a chegar à igreja acompanhado por Simona Gandolfi
Hubertus de Hohenlohe foi o primeiro a chegar à igreja acompanhado por Simona Gandolfi

 

Marisela Federici com Hubertus de Hohenlohe e sua esposa Simona Gandolfi
Marisela Federici com Hubertus de Hohenlohe e sua esposa Simona Gandolfi
Hubertus de Hohenlohe recebendo o carinho de seus amigos e familiares na Basílica de Santa Maria di Montesanto
Hubertus de Hohenlohe recebendo o carinho de seus amigos e familiares na Basílica de Santa Maria di Montesanto

DE RELANCE

Ideologia acima da razão

Faço coro com a jornalista Rosane de Oliveira quando diz que estamos vivendo dias difíceis nesse processo de polarização política que partiu o Brasil ao meio. Nessa insanidade coletiva, tudo vira ideologia, com prejuízos para o desenvolvimento pessoal e o crescimento do país.

Segundo ela, estamos tão acostumados a pensar com a cabeça de subdesenvolvidos que quando se defende uma causa óbvia, como a escola de tempo integral, logo aparecem os donos da verdade para dizer que é utopia, que isso é coisa de Primeiro Mundo. Nunca chegaremos lá se mantivermos a cabeça presa a um modelo mental ultrapassado.

Outro exemplo sobre o qual podemos falar de cadeira, porque todos os dias somos confrontados por pessoas que acham bobagem defender medidas que tornem o planeta mais sustentável. Dizem que isso é discurso de comunista. Basta ouvir o que dizem os grandes empresários preocupados com o futuro do planeta para saber que são capitalistas convictos, preocupados com a própria sobrevivência diante das mudanças climáticas.

Ideologia acima da razão...2

Terceiro caso, e poderia citar centenas, é o da dengue. Embora seja o problema mais fácil de resolver, porque a solução é acabar com os focos do mosquito e isso exige eliminar depósitos de água, boa parte das pessoas prefere ideologizar o debate e atribuir o aumento dos casos à falta de vacina.

Até quem foi contra a vacina da covid, aquela que fez cessar a mortandade no mundo, agora quer vacina e reclama do Ministério da Saúde por não oferecer o produto.

É preciso lembrar que a vacina da dengue é recente e só um laboratório japonês oferece o imunizante.

O Butantan está desenvolvendo o seu, mas ainda não chegou à fase da produção em massa. O Brasil deverá se transformar num fornecedor mundial de vacinas contra a dengue, mas até lá temos de fazer a nossa parte.

Pessoa com demência

Até o século 20, uma pessoa com demência era considerada louca, perturbada, não podia viver em sociedade. Portanto, era excluída de todos, como alguém que comete um crime. A partir de 1907, graças às descobertas feitas pelo médico alemão Alois Alzheimer, o mal que afligia uma parte da população foi descoberto. As pessoas com demência pararam de ser tratadas como loucas e, ainda bem, passaram a ser tratadas como devem, são pacientes.

O mal de Alzheimer é uma degeneração cerebral que atinge a parte do cérebro que armazena memórias recentes. A pessoa com essa doença lembra da infância, adolescência e até da vida adulta. O problema mesmo são lembranças mais atuais.

O tempo de permanência do mal de Alzheimer é variável, pode durar muitos anos. Não existe cura. Por enquanto, a única forma de conter o avanço da doença é com medicação.

Pessoa com demência...2

Apesar de todas as pesquisas, ainda não foi identificada a causa da demência. A idade é um fator fundamental. O mal de Alzheimer pode ser hereditário, aí a doença costuma se manifestar numa pessoa com 50 anos de idade. Pode ser também uma deficiência natural.

Nestes casos, o paciente tem idade mais avançada. Em qualquer um desses casos, existem fatores que aceleram a perda de memória.

Uma pessoa com demência deve ser acompanhada o tempo todo. O mal de Alzheimer é progressivo, não tem volta. Por isso, a observação por quem está ao redor do paciente é fundamental.

Uma pessoa com demência não consegue fazer coisas básicas sozinha, como se vestir, fazer transações bancárias e se alimentar corretamente.

Pessoa com demência...3

Para quem não sabe: existem três estágios do mal de Alzheimer – o leve, o moderado e o grave.

Se o familiar apresentar sinais de confusão mental, desconexão com a realidade, dificuldade de planejamento, significa que tem algum problema. Não titubeie e não perca tempo. Leve seu familiar a um médico.

É o profissional quem vai fazer o diagnóstico e indicar o melhor tipo de tratamento.

Herança de Flávio Dino

Empossado na última quinta-feira como ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), o maranhense Flávio Dino, 55 anos, vai herdar um acervo de 340 processos.

A lista inclui ações polêmicas, relacionadas a temas como o aborto e a atuação do então presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia estão na lista.

Compõem esse montante 235 processos que iniciaram sua tramitação diretamente no STF, e outros 105 recursais – ou seja, que vieram de outros tribunais ou juízos.

Também fazem parte do conjunto 43 ações constitucionais – que discutem a validade de leis à luz da Constituição.

Para escrever na pedra:

“⁠As memórias nada mais são do que aquilo que nos restou de nossos esquecimentos”. Do romancista maranhense Josué Montello.

TRIVIAL VARIADO

 O livro “Direito Público e suas Transversalidades”, lançado no final de 2023 pelo Instituto Brasileiro de Direito Público e Privado (IBDPP), foi selecionado pela editora Fórum para concorrer na categoria “Direito” do Prêmio Jabuti.

A versão acadêmica do Prêmio Jabuti contará com a avaliação de obras de caráter técnico-científico e vai valorizar a ciência, as editoras e os escritores do setor.

“Uberização” em pauta – o Supremo Tribunal Federal (STF) começou a debater nesta sexta-feira o alcance de decisão sobre vínculo do trabalhador com apps.

A ministra da Igualdade Racial Anielle Franco e uma comitiva de ministros do governo federal estarão na comunidade de Canelatíua, em Alcântara (MA), nesta segunda-feira (26).

O Ministério vai realizar o evento de lançamento de uma parceria com o Instituto Federal do Maranhão (IFMA) para o fortalecimento dos sistemas produtivos das comunidades quiombolas da região. 

No assunto: estarão na cerimônia os ministros Paulo Teixeira, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Jorge Messias, da Advocacia-Geral da União. Também estará presente o governador do Maranhão, Carlos Brandão. 

Censo Escolar – quase 9 milhões de brasileiros de 18 a 29 anos não concluíram o ensino médio, apontam dados divulgados pelo MEC.

A família Buzar está de luto com o falecimento de Jorge Alberto Bogéa Buzar, irmão do jornalista Benedito Buzar. O corpo foi cremado nesta sexta-feira, 23.

Será na Igreja de São Luís Rei de França, no Calhau, a Missa de Sétimo Dia em memória de Marilene Dourado, segunda-feira, 26, às 8h da manhã.

  

 

As opiniões, crenças e posicionamentos expostos em artigos e/ou textos de opinião não representam a posição do Imirante.com. A responsabilidade pelas publicações destes restringe-se aos respectivos autores.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram, TikTok e canal no Whatsapp. Curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.