Estelionato

Polícia prende no Ceará, suspeito de cometer estelionato em Chapadinha

Daurimar foi preso em Vila Alto, na cidade de Crato, no Ceará. A prisão efetuada na última quarta-feira.
Imirante.com, com informações da Assessoria06/10/2014 às 16h09

SÃO LUÍS - Uma ação coordenada pelas polícias dos estados do Maranhão e Ceará, conseguiu prender um suspeito de estelionato na cidade de Crato (CE). O suspeito foi identificado como Daurimar Viana de Brito, de 45 anos, natural do Rio Grande do Norte.

Daurimar foi preso em Vila Alto, na cidade de Crato, no Ceará. A prisão efetuada na última quarta-feira (1) em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, expedida juiz titular da Comarca de Chapadinha, Cristiano Simas de Sousa. De acordo com o superintendente de Polícia Civil do Interior, Jair Lima de Paiva, o suspeito começou a ser investigado no mês de Junho quando uma vítima foi à polícia e relatou o golpe. A vítima contratou Daurimar, que se passava por caminhoneiro, para fazer o frete de uma mercadoria de soja, avaliada em R$ 35 mil. O produto deveria ser transportado de Chapadinha ao Porto do Itaqui. A mulher pagou R$ 1500 pelo serviço. Três dias depois, Daurimar entrou em contato com a empresária que havia o contratado para transportar a soja e disse que havia sido assaltado. Ele chegou a apresentar a ela um Boletim de Ocorrência falso. A mulher desconfiou da história e procurou a polícia.

A Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI) realizou vários levantamentos e descobriu que o suspeito já tinha passagem pela polícia pelo crime de estelionato no estado do Ceará e vários registros por furtos a mercadorias. Ele também é suspeito de furtar uma carga de milho neste ano, no município de Balsas, avaliada em R$ 25 mil. O suspeito foi trazido para a SPCI, onde prestou depoimento. Em seguida foi encaminhado ao Centro de Triagem em Pedrinhas.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.