Inscrições

Seletivo para cursos superiores de tecnologia abre 240 vagas no Maranhão

Há vagas para os cursos de Tecnologia em Redes de Computadores, em Gestão de Qualidade, em Design de Interiores e em Agrocomputação.

Imirante.com, com informações do governo do Maranhão

- Atualizada em 26/03/2022 às 19h14
As provas serão aplicadas no dia 16 de janeiro de 2022.
As provas serão aplicadas no dia 16 de janeiro de 2022. (Foto: Valéria Martins/G1)

BALSAS - O Programa Especial de Cursos Superiores de Tecnologia (ProfiTec) 2022 abre inscrições nesta segunda-feira (1º) de processo seletivo simplificado para o preenchimento de 240 vagas.

As vagas são para os Cursos Superiores de Tecnologia em Redes de Computadores, Tecnologia em Gestão de Qualidade, Tecnologia em Design de Interiores. Nesta edição, também há vagas para o novo curso do ProfiTec: Curso Superior de Tecnologia em Agrocomputação.

Os cursos serão ofertados nas seguintes cidades: Coroatá e São Bento – CST em Redes de Computadores; Barra do Corda e Itapecuru-Mirim – CST em Gestão da Qualidade; Codó – CST em Design de Interiores; e Balsas – CST em Agrocomputação.

A inscrição pode ser feita no site www.profitec.uema.br até 26 de novembro. O valor da taxa é R$ 50, que pode ser paga via boleto bancário.

Pode solicitar isenção do pagamento da taxa de inscrição o candidato que estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e pertencer a família de baixa renda. O prazo para solicitação encerra dia 7 de novembro.

As provas serão aplicadas no dia 16 de janeiro de 2022, e o resultado final está previsto para 4 de fevereiro de 2022. Para mais informações, acesse o edital.

Cursos do ProfiTec

São cursos de graduação que têm duração de dois anos e seis meses a três anos, cujas aulas ocorrem aos finais de semana.

Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores – projeta, implanta, gerencia e integra redes de computadores. Identifica necessidades, dimensiona, elabora especificações e avalia soluções para segurança de redes de computadores. Desenvolve e documenta projetos em redes de pequeno, médio e grande portes. Avalia o desempenho da rede e propõe medidas para a melhoria da qualidade de serviço. Vistoria, realiza perícia, avalia, emite laudo e parecer técnico em sua área de formação. Pode atuar em empresas de planejamento, desenvolvimento de projetos, assistência técnica e consultoria, organizações não-governamentais e órgãos públicos. Duração 3 anos.

Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Qualidade – planeja, implementa e audita sistemas de gestão de qualidade e produtividade. Realiza mapeamento de processos organizacionais, segundo indicadores de qualidade e produtividade. Elabora e analisa documentação e relatórios de qualidade, considerando normas de qualidade estabelecidas. Capacita pessoas em procedimentos e rotinas destinados a minimizar a produção fora de conformidade. Elabora ferramentas para minimizar a incidência de falhas. Elabora e gerencia estratégias para obtenção de certificações. Desenvolve programa de avaliação de performance produtiva organizacional, considerando aspectos quantitativos e qualitativos. Pode atuar em empresas de planejamento, desenvolvimento de projetos, assessoramento técnico e consultoria. Empresas em geral, órgãos públicos, Institutos e Centros de Pesquisa. Duração 2 anos e 6 meses.

Curso Superior de Tecnologia em Design de Interiores – cria e desenvolve projetos de espaços internos, considerando fatores estéticos, simbólicos, ergonômicos, socioculturais e produtivos. Realiza pesquisa de tendências. Planeja, desenvolve e gerencia projetos de interiores com o uso de materiais e recursos sustentáveis. Desenha, representa e expressa o projeto de interiores graficamente de forma bi e tridimensional. Elabora maquetes e modelos volumétricos com uso de técnicas diferenciadas de expressão gráfica. Pode atuar em construtoras, empresas de decoração, escritórios de design e arquitetura; indústrias de mobiliário e lojas. Duração 2 anos e 6 meses.

Curso Superior de Tecnologia em Agrocomputação – projeta soluções computacionais para problemas identificados no contexto das ciências agrárias. Aplica e relaciona conceitos de Engenharia de Software, Automação e Ciências Agrárias. Especifica requisitos mínimos de hardware e software para sistemas de agrocomputação. Desenvolve sistemas informatizados para a agricultura de precisão. Gerencia o processo de desenvolvimento de sistemas na área de agrocomputação. Aplica padrões nacionais e internacionais da indústria e do mercado nos sistemas de agrocomputação. Realiza estudos de viabilidade técnica e econômica na área. Avalia o impacto socioambiental de soluções computacionais no ambiente agrário. Aplica agrocomputação para a utilização racional de recursos naturais. Gerencia equipes técnicas na área. Vistoria, realiza perícia, avalia, emite laudo e parecer técnico em sua área de formação. Duração de 3 anos.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.