Imunzantes

Vacinação de crianças contra Covid-19 terá início nesta sexta-feira (14) no Maranhão

O primeiro lote enviado para o Maranhão foi de 50 mil doses.
Imirante.com14/01/2022 às 13h55
Vacinação de crianças contra Covid-19 terá início nesta sexta-feira (14) no MaranhãoDoses chegaram no aeroporto de São Luís. (Foto: Paulo Soares / Grupo Mirante)

SÃO LUÍS – Chegou ao Maranhão, no fim da manhã desta sexta-feira (14), o primeiro lote com 50 mil doses de vacinas da Pfizer para o início da imunização contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos no Estado. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a distribuição vai iniciar para a Grande Ilha, ainda nesta sexta, e, a partir de sábado (15), para os demais municípios por via aérea e terrestre.

Leia também:

Saúde anuncia inclusão de crianças na vacinação contra Covid-19

Maranhão não vai exigir prescrição médica para vacinação de crianças contra a Covid-19

O ato que marca o início da vacinação do grupo dessa faixa etária será realizado a partir das 15h, no Shopping da Criança, em São Luís. Como ato simbólico, serão vacinadas uma criança indígena e uma criança com comorbidade, atendida no Shopping da Criança. A solenidade contará com a presença do governador.

Recuperado da Covid-19, o governador Flávio Dino estará presente no início do esquema vacinal pediátrico. “Superei a Covid. As vacinas foram decisivas. Mais uma vez e sempre, a minha homenagem aos profissionais da saúde. E a minha gratidão por todas as orações e mensagens. A ciência venceu, graças a Deus”, disse o governador nas redes sociais.

O Maranhão recebeu 50 mil doses de vacina do imunizante Pfizer. O Ministério da Saúde fará a entrega de doses semanais até contemplar aproximadamente um milhão de crianças no Maranhão nesta faixa etária.

Cabe a SES fazer a distribuição dos imunizantes aos 217 municípios, dentro de 48h após a chegada das vacinas, por meio de transporte aéreo e terrestre. A expectativa da SES é que a aplicação da primeira dose da vacina para crianças entre 5 e 11 anos seja concluída até o mês de março.

Pontos extras de vacinação

A SES já havia informado, que, embora a execução da campanha de vacinação seja de responsabilidade dos municípios maranhenses, a Secretaria planeja abrir pontos extras de vacinação para apoiar os municípios maranhenses na celeridade da vacinação das crianças, assim como fez durante a imunização das faixas etárias anteriores.

A secretaria ainda não deu detalhes de como e onde serão montados os pontos extras de vacinação, mas afirma que essas estratégias serão divulgadas antes do início da imunização nas crianças.

Não prescrição médica

O secretário de Saúde, Carlos Lula, informou, em dezembro de 2021, que o Maranhão não vai exigir prescrição médica para vacinar crianças entre 5 e 11 anos contra a Covid-19. O secretário afirmou que o Estado deve seguir as mesmas diretrizes do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), que foram anunciadas por ele mesmo, como presidente da entidade.

A Prefeitura de São Luís divulgou, nesta sexta-feira (14), como será realizada a primeira etapa de vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 na capital. As primeiras crianças a receberem o imunizante serão as que têm comorbidades e as com deficiência física e neurodiversos, como TDAH, TEA e deficiência intelectual.

Vacinação em São Luís

De acordo o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, a vacinação do público infantil contra a Covid-19 terá início assim que a Prefeitura da capital receber as doses do imunizante da Pfizer.

A prefeitura de São Luís informou que, para se vacinar, a criança deve estar acompanhada dos pais ou responsáveis. Além disso, será necessário levar os seguintes documentos:

- Certidão de nascimento ou RG

- Laudo médico ou receita médica que comprove a comorbidade

- Cartão de acompanhamento para a comorbidade ou deficiência

- Exames que comprovem a comorbidade

- A prefeitura destaca que, as crianças que estiverem com sintomas gripais só devem ser vacinas após quatro semanas.

A vacinação estará disponível em cinco pontos da capital:

- Centro de Vacinação – Sebrae

- Centro de Vacinação – UFMA

- IFMA Maracanã

- Drive-thru do Shopping da Ilha

- Drive-thru do Ceuma Renascença

- O horário de atendimento será das 8h às 18h. E os locais terão espaços exclusivos para a aplicação das doses nas crianças.

Chegada dos imunizantes no Brasil

O primeiro lote de vacinas da Pfizer contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos chegou ao Brasil nessa nesta quinta-feira (13), em Campinas (SP).

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, concedeu entrevista coletiva sobre a chegada ao Brasil da remessa com 1,2 milhão de doses.

Segundo o Ministério da Saúde, durante o primeiro trimestre, devem chegar ao Brasil quase 20 milhões de doses pediátricas, destinadas ao público-alvo de 20,5 milhões de crianças.

Na semana passada, o ministério anunciou a inclusão das vacinas pediátricas no plano de operacionalização do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Aprovação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, no dia 16 de dezembro de 2021, o uso da vacina produzida pelo consórcio Pfizer-BioNTech, a Comirnaty, contra a Covid-19 em crianças com idade de 5 a 11 anos.

“Com base na totalidade das evidências científicas disponíveis, a vacina Pfizer-BioNTech, quando administrada no esquema de duas doses em crianças de 5 a 11 anos de idade, pode ser eficaz na prevenção de doenças graves, potencialmente fatais ou condições que podem ser causadas pelo SARS-CoV-2”, disse Gustavo Mendes, gerente geral de Medicamentos da Anvisa, na época da aprovação.

Recomendações

A Anvisa divulgou, no início do mês, uma série de recomendações sobre a vacinação infantil. A agência sugere que a imunização ocorra em sala separada da de adultos e que a vacina não seja administrada no mesmo período de outras do calendário. Por precaução, é recomendado intervalo de 15 dias.

A Anvisa também recomenda que seja evitada a vacinação de crianças no esquema drive-thru (dentro do carro); que elas fiquem em observação no local por 20 minutos após receber a dose; e que os profissionais de saúde informem os pais sobre possíveis efeitos adversos do imunizante, como dor, inchaço no local da aplicação e febre.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.