Preocupante

Lixo se acumula em vias de São Luís; chuvas prejudicam serviço de coleta, diz comitê gestor

Na última sexta-feira (7), agentes da limpeza pública fizeram uma paralisação de advertência e ameaçaram iniciar greve nesta quarta (12).
Imirante.com11/01/2022 às 09h01

Calçada tomada de lixo em São Luís. Foto: Paulo Soares/Grupo Mirante.

SÃO LUÍS – O acúmulo de lixo em alguns pontos da capital tem causado preocupação à população. Com a chegada do período chuvoso a situação fica mais alarmante, diante dos riscos à saúde pública.

Uma das vias de maior movimentação em São Luís, a Avenida dos Holandeses não escapou da problemática. O amontoado de lixo ocupava um trecho do calçamento nessa segunda-feira (10).

Leia mais:

Sancionada lei que cria a Semana do Lixo Zero em São Luís

Agentes de limpeza fazem paralisação, e São Luís fica 24h sem coleta de lixo

Lixo acumulado na Avenida dos Holandeses. Foto: Paulo Soares/Grupo Mirante.

Outro ponto é na Travessa do Mercado, no Anjo da Guarda, na região Itaqui-Bacanga, próximo ao mercado do bairro. O montante de resíduos descartados irregularmente ficaram espalhados e atraem muitos urubus.

Lixo acumulado em via do Anjo da Guarda. Foto: Enviada via WhatsApp.

Na última quinta (6) e sexta-feira (7), agentes de limpeza pública da capital fizeram uma paralisação de advertência durante 24h e ameaçaram iniciar uma greve nesta quarta-feira (12). Ou seja, no sábado (8), o serviço de coleta voltou a operar. Eles reivindicavam o pagamento de uma diferença salarial referente a três meses do ano de 2020. O total seria em torno de R$ 300, somando o valor referente ao tíquete-alimentação.

Por telefone, nesta terça-feira (11), o presidente do Sindicato de Asseio e Conservação (Seac), Maxwell Bezerra, informou ao Imirante.com que foi realizada uma reunião ainda na sexta com a empresa responsável pela coleta em São Luís. Ficou acordado que nenhum trabalhador receberia falta pelo dia da paralisação de advertência e que a situação do pagamento da diferença em atraso deve ser resolvida até a tarde desta quarta-feira.

No entanto, as cenas de calçadas cheias de sacolas de lixo nas ruas estão constantes. Maxwell Bezerra também disse que este acúmulo de lixo deve-se ao fato da coleta ser feita em dias alternados, além disso, o serviço não é prestado aos domingos. O sindicato espera que ao longo desta semana toda a questão se resolva.

Em resposta ao Imirante, o Comitê Gestor da Limpeza Urbana (CGLU) de São Luís informou que “a coleta domiciliar, na capital maranhense, segue normal. O CGLU ressalta que, devido às fortes chuvas que caíram nos últimos dias, o serviço foi prejudicado. As equipes estão atuando principalmente nos locais de maior volume de resíduos na capital”, diz a nota.

Veja também a íntegra da nota enviada pela assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Luís:

"A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) informa que diariamente tem feito intervenções em vários pontos da cidade, já mapeados pelo órgão e também pela Defesa Civil Municipal, realizando serviços de limpeza de canais e desobstrução dos dispositivos de drenagem.

Os trabalhos são feitos em conjunto com o Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur) que intensificou o monitoramento e as ações de poda das árvores, conforme a necessidade e as ocorrências. O Impur ressalta, ainda, que desde o ano passado tem feito o levantamento das árvores que estão em risco.

Já o Comitê Gestor de Limpeza Urbana (CGLU) ampliou os trabalhos de coleta de lixo, limpeza e recolhimento de resíduos, em mutirão, principalmente após as chuvas que atingem a capital, nos locais onde há maior incidência de descarte irregular de lixo. Para a remoção de entulhos, a população deve entrar em contato pelo 0800 098 1636."

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.