Benefício

Câmara de São Luís aprova Cartão Cidadão que permite o "passe livre"

O programa, que tem como nome "Cartão Cidadão", ficará em vigor por um prazo de 90 dias e será subsidiado pela Prefeitura da capital, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan).
Ronaldo Rocha / Núcleo de Política com informações da Câmara23/11/2021 às 06h00
Câmara de São Luís aprova Cartão Cidadão que permite o "passe livre" Câmara aprovou o Cartão Cidadão na sessão de segunda-feira (Leonardo Mendonça)

SÃO LUÍS - A Câmara Municipal de São Luís aprovou na sessão desta segunda-feira (22) o Projeto de Lei 328/21, de autoria do Poder Executivo, que institui a gratuidade nas tarifas do sistema de transporte urbano de São Luís para o cidadão que ficou desempregados durante a pandemia da Covid-19.

O programa, que tem como nome "Cartão Cidadão", ficará em vigor por um prazo de 90 dias e será subsidiado pela Prefeitura da capital, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan).

A matéria foi aprovada em regime de urgência, após apelo dos vereadores Astro de Ogum (PCdoB), Marcial Lima (Podemos) e Fátima Araújo (PCdoB) e recebeu uma emenda do vereador Raimundo Penha (PDT), que amplia a quantidade de usuários que serão contemplados no programa.

Leia também: Braide entrega a vereadores projeto de lei do Cartão Cidadão

O prefeito Eduardo Braide (Podemos) sugeriu o programa na ocasião da greve dos rodoviários de São Luís, como uma solução para o impasse entre o Sindicato dos Rodoviários e os empresários que exploram o serviço de transporte público da capital.

Com o Cartão Cidadão, o trabalhador que ficou desempregado terá direito ao benefício por um período de três meses.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.