Coronavírus

Covid-19: São Luís se torna a primeira capital a vacinar pessoas abaixo de 30 anos sem comorbidades

Desde o início da campanha de imunização, São Luís já aplicou mais de meio milhão de doses de vacina.
Imirante.com11/06/2021 às 14h14
Covid-19: São Luís se torna a primeira capital a vacinar pessoas abaixo de 30 anos sem comorbidadesNesta sexta, serão vacinadas pessoas a partir com 29 anos ou mais sem comorbidades. (Foto: Paulo Soares/O Estado)

SÃO LUÍS - Nesta sexta-feira (11) São Luís vai se tornar a primeira capital do país a vacinar pessoas abaixo dos 30 anos, sem comorbidades, contra o coronavírus (Covid-19). Os dados são de um levantamento do G1, feito com base em informações divulgadas do calendário de vacinação das 26 capitais e do Distrito Federal.

Leia também:

Grande São Luís terá prioridade na aplicação das mais de 90 mil doses de vacinas da Janssen, anuncia Flávio Dino

Anvisa autoriza vacina da Pfizer para público a partir de 12 anos

Covid: Arraial da Vacinação terá como público-alvo moradores da Grande Ilha de 29 anos ou mais

Nesta sexta, serão vacinadas pessoas a partir de 29 anos ou mais sem comorbidades. A vacinação deste público-alvo começa a partir das 19h, pelo sistema drive-thru, no Pátio Norte Shopping. O mutirão de imunização segue até às 12h do domingo (13).

Serão, ao todo, 41 horas seguidas de vacinação. Além da capital, a vacinação também abrange a população dos outros municípios da Grande Ilha (São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa).

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide, afirmou nessa quinta-feira (10), que na próxima semana, pessoas a partir de 25 anos sem comorbidades, já serão vacinadas. Com isso, a prefeitura da capital abriu o cadastro de vacinação para este público-alvo.

A expectativa, segundo o calendário de vacinação divulgado pela Secretaria Municipal de São Luís (Semus), é que a partir de segunda-feira (14), pessoas com 29 e 28 anos já sejam vacinados na capital maranhense.

De acordo com os dados do 'vacinômetro', divulgados na quinta-feira (10), São Luís aplicou 534.961 doses de vacinas contra a Covid-19. Ainda nessa quinta, a capital maranhense bateu um novo recorde e vacinou, em um único dia, 19.260 pessoas.

Desde o início da campanha de imunização contra o novo coronavírus, a capital maranhense recebeu 593.447 doses dos imunizantes. A prefeitura afirma, que a taxa de vacinação na capital, é de 90,14%.

Veja, abaixo, a faixa-etária de vacinação contra a Covid-19 nas 26 capitais e no Distrito Federal:

Rio Branco (AC) - 60 anos
Maceió (AL) - 52 anos
Manaus (AM) - 50 anos
Macapá (AP) - 55 anos
Salvador (BA) - 51 anos
Fortaleza (CE) - 41 anos
Brasília (DF) - 58 anos
Vitória (ES) - 50 anos
Goiânia (GO) - 52 anos
São Luís (MA) - 29 anos
Cuiabá (MT) - 55 anos
Campo Grande (MS) - 50 anos
Belo Horizonte (BH) - 56 anos
Belém (PA) - 57 anos
João Pessoa (PB) - 50 anos
Curitiba (PR) - 56 anos
Recife (PE) - 43 anos
Teresina (PI) 55 anos
Rio de Janeiro (RJ) - 54 anos
Natal (RN) - 57 anos
Porto Alegre (RS) - 55 anos
Porto Velho (RO) - 60 anos
Boa Vista (RR) - 60 anos
Florianópolis (SC) - 53 anos
São Paulo (SP) - 60 anos
Aracaju (SE) - 55 anos
Palmas (TO) - 60 anos

Vacinas da Janssen

Em coletiva de imprensa virtual, realizada na manhã desta sexta-feira (11), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), fez um panorama e anunciou novas medidas de combate ao coronavírus no Estado.

Estão previstas para chegarem ao maranhão, na próxima segunda-feira (14), o primeiro lote com 90.700 vacinas da Janssen (Johnson & Johnson), de dose única, com prazo de validade curto, para o dia 27 de junho. De acordo com Flávio Dino, a orientação do Ministério da Saúde é que seja priorizado, o tanto quanto possível, capitais e regiões metropolitanas, e que as diretrizes de expansão, ou seja, para além das capitais e municípios vizinhos, fossem definidas pelo Estado.

“Então, novamente, em razão dessa orientação do Ministério da Saúde, a vacina Janssen, em face do curto prazo de validade, não será distribuída para todos os 217 municípios do Maranhão. Provavelmente, essas vacinas serão concentradas em poucas cidades (além de São Luís e região metropolitana) para que o governo do Estado possa coordenar a rápida aplicação”, disse Flávio Dino.

Coronavírus no Maranhão

De acordo com o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES), divulgado na noite dessa quinta-feira (10), o Maranhão tem 8.434 mortes e 299.139 casos confirmados da Covid-19. Segundo a SES, foram contabilizados 34 óbitos e 1.461 pessoas infectadas pelo coronavírus nas últimas 24 horas no Estado, sendo 160 na Grande Ilha de São Luís, 63 em Imperatriz e 1.238 nos demais municípios. A taxa de letalidade da doença no Maranhão, por sua vez, registrou queda e está em 2,81%.

Taxa de ocupação de leitos

Ainda segundo o boletim epidemiológico da SES, a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com a Covid-19, na Grande Ilha, segue alta e está em 97,77%. Isso significa que apenas nove leitos estão desocupados, dos 279 existentes.

Em Imperatriz, segunda maior cidade do Estado, a taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 70,83%. O dado representa que o município tem 21 leitos disponíveis para receber pacientes com a Covid-19, dos 72 existentes.

Nas demais regiões do Estado, segundo o relatório da SES, a taxa de ocupação é de 87,65%. Isso representa que 30 leitos estão disponíveis, dos 243 existentes.

Arraial da Vacinação

O "Arraial da Vacinação", no estacionamento do Pátio Norte Shopping, na Região Metropolitana de São Luís, ocorre mais uma vez neste fim de semana. A ação de imunização contra a Covid-19, promovida pelo governo do Maranhão, vai começar às 19h desta sexta-feira (11) e terminará às 12h de domingo (13).

Serão vacinados moradores dos municípios de São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar com 29 anos ou mais. Serão 41 horas ininterruptas vacinação.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.