Mandado de prisão

Suspeito de integrar quadrilha especializada em explosão de agências bancárias é preso em São Luís

A prisão aconteceu nesta terça-feira (4), no bairro Renascença.
Imirante.com, com informações da SSP-MA04/05/2021 às 16h53
Explosão do cofre da agência do Banco do Bradesco da cidade de São João do Caru ocorreu no dia 31 de julho de 2020. (Foto: Divulgação / Rede Social)

SÃO LUÍS - Nessa segunda-feira (3), a Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento a um mandado de prisão contra um homem de 32 anos de idade, suspeito de integrar uma quadrilha especializada em explosão de agências bancárias no interior do Maranhão.

Leia também:

Criminosos explodem agência bancária em São João do Caru

Três suspeitos de explodir banco em São João do Caru são presos em Bacabal

Preso suspeito de participar da explosão de agência bancária em São João do Caru

Segundo a polícia, a prisão foi realizada pelo Departamento de Combate a Roubo a Instituições Financeiras(DECRIF/SEIC), em um shopping center localizado no bairro do Renascença, em São Luís.

As investigações policiais apontam que o suspeito tem participação no crime de explosão do cofre da agência do Banco do Bradesco da cidade de São João do Caru, ocorrido no dia 31 de julho de 2020, quando criminosos atiraram com fuzis contra o Quartel da Polícia Militar e viaturas das forças de segurança da cidade.

O mandado de prisão foi expedido pela Comarca do município de Bom Jardim e após serem cumpridas as formalidades pertinentes ao cumprimento do Mandado de Prisão na sede da SEIC, o investigado foi encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas onde ficará à disposição da Justiça.

Relembre o caso:

Uma ação criminosa resultou com a explosão de uma agência bancária do Bradesco, na noite do dia 31 de julho de 2020, na cidade de São João do Caru, distante 359 km de São Luís.

Além da explosão do banco, os criminosos também atiraram contra o prédio da Polícia Militar de São João do Caru e contra um carro da corporação que estava parado na porta.

Um vídeo divulgado nas redes socias mostra a intensa troca de tiros entre os criminosos e policiais

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.