Combate ao Coronavírus

Maranhão avalia se mantém transportes intermunicipal e interestadual no Carnaval

Durante a coletiva, nesta sexta-feira, o governador Flávio Dino voltou a descartar lockdown neste momento.
Imirante.com05/02/2021 às 11h34
Maranhão avalia se mantém transportes intermunicipal e interestadual no CarnavalFoto: Reprodução

SÃO LUÍS – O Maranhão ainda não definiu como ficará a situação dos transportes intermunicipal e interestadual durante os dias de Carnaval, conforme explicou o governador Flávio Dino (PCdoB) durante coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (5).

Questionado sobre o assunto pelo Imirante.com, Dino respondeu que ainda está dialogando com o Ministério Público do Maranhão (MP-MA) sobre esta questão do transporte de passageiros via terrestre no período do Carnaval e acrescentou que acredita no “bom senso” da população. O transporte interestadual de passageiros via ônibus e similares ficou suspenso por 15 dias no mês de março de 2020, quando o Estado começava a sentir os primeiros reflexos da pandemia.

O governador ressaltou que já atendeu à orientação do MP-MA, que pediu à Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) a suspensão de viagens extra no serviço de ferryboat durante o período carnavalesco de 2021 entre a capital e o interior do Estado.

Ele lembrou que o Carnaval está suspenso no Maranhão e o serviço público estadual terá dias normais de trabalho nas datas 15 e 16 de fevereiro.

Com relação ao lockdown, solicitado por três defensores públicos à Justiça, nesta semana, o governador voltou a afirmar que, neste momento, a adoção desta restrição está descartada pelo governo do Maranhão.

Dino iniciou a coletiva apresentando os dados mais recentes da Covid-19, mostrando que o Maranhão aparece em vermelho, com alta na média de óbitos por Covid.

Lockdown

“Nós não temos uma situação de colapso que justifique uma medida extrema”, declarou o governador Flávio Dino sobre o pedido de lockdown, por 14 dias, no Maranhão. “Neste momento não é necessária a decretação do lockdown. Se for necessário daqui a uma semana, duas semanas, três semanas, eu serei o primeiro a defender com muita clareza e muita coragem as medidas necessárias”, completou.

Para o governador, os três eixos - prevenção, assistência e imunização – são suficientes para frear o ritmo de crescimento de casos e mortes por coronavírus no Estado. Ele também apontou as medidas adotadas pelo governo para tentar conter a escalada do vírus. São elas, expansão de leitos e equipamentos, drive-thru para testagem no Parque do Rangedor, fiscalização do uso de máscara, cancelamento do ponto facultativo nos dias 15 e 16 (Segunda e Terça-feira de Carnaval) e a suspensão das comemorações do Carnaval.

Leia mais:

Maranhão cancela ponto facultativo na Segunda e Terça-feira de Carnaval

Flávio Dino descarta novo lockdown neste momento no Maranhão

Juiz vai esperar Governo, MP e municípios para decidir sobre lockdown

Maranhão registra 4.742 mortes e mais de 209 mil casos confirmados do novo coronavírus

Pedido de lockdown

Após três defensores público do Maranhão acionarem a Justiça, na segunda-feira (1º), obrigando o governo do Maranhão a adotar o lockdown, em razão da pandemia da Covid-19, o juiz da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, Douglas de Melo Martins, informou que vai esperar o pronunciamento do governo do Estado, do Ministério Público e dos municípios para decidir sobre o bloqueio total. De acordo com o juiz Douglas Martins, as partes devem fazer uma análise sobre o andamento da pandemia e se pronunciar em 72 horas.

O governador Flávio Dino se antecipou e anunciou, em suas redes sociais, que descarta a restrição máxima de isolamento nesse momento no Estado.

Vacinação

Mais 71 mil doses da CoronaVac devem chegar ao Maranhão até este fim de semana, segundo informou o governador durante a coletiva de hoje. Ele reforçou a necessidade de atualização pelos municípios do sistema de vacinação para que se tenha transparência na contabilização dos vacinados.

Veja os números sobre a imunização contra a Covid-19 no Maranhão mostrados na coletiva:

Vacinas recebidas: 233 mil doses

Vacinas distribuídas aos municípios: 224 mil doses

Vacinas aplicadas: 75 mil doses

Assista à coletiva completa

Coronavírus no Maranhão

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou, em boletim divulgado na noite desta quinta-feira (4), que o Maranhão tem 4.742 mortes e 209.085 casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com a SES, foram contabilizados 12 óbitos e 361 pessoas infectadas pelo coronavírus nas últimas 24 horas no estado, sendo 83 na Grande Ilha de São Luís, 29 em Imperatriz e 249 nos demais municípios. A taxa de letalidade da Covid-19 no Maranhão, por sua vez, está em 2,26%.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.