Investigação

CNJ abre investigação sobre conduta de juiz em caso Mariana Ferrer

Segundo o Senado, a defesa do acusado causou à vítima "sofrimento e humilhação" durante julgamento.
Imirante.com, com informações do CNJ e G104/11/2020 às 07h21
André Aranha foi absolvido da acusação de estupro por decisão do juiz Rudson Marcos. Foto: Reprodução.

BRASÍLIA - A Corregedoria Nacional de Justiça instaurou expediente para apurar a conduta do juiz de Direito Rudson Marcos, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), na condução de audiência em processo criminal movido pelo Ministério Público estadual contra André de Camargo Aranha, no qual é acusado da prática de suposto crime de estupro de vulnerável.

Juiz Rudson Marcos tem conduta investigada pelo CNJ. Foto: Reprodução.

A Corregedoria Nacional de Justiça requisitou informações sobre a existência de eventual apuração sobre o mesmo fato junto à Corregedoria-Geral do TJSC.

Leia também:

Senado repudia desfecho de julgamento sobre estupro em SC

Artistas se manifestam na web contra tese de "estupro culposo"

A verificação sobre a conduta do magistrado em Santa Catarina também é acompanhada pela Comissão Permanente de Políticas de Prevenção às Vítimas de Violências, Testemunhas e de Vulneráveis do CNJ, composta pelas conselheiras Maria Cristiana Ziouva e Ivana Farina e pelo conselheiro Marcos Vinícius Jardim. O conselheiro Henrique Ávila também se manifestou pela imediata apuração dos fatos.

O Senado repudiou o advogado de defesa do acusado, Cláudio Gastão da Rosa Filho, o promotor de Justiça Thiago Carriço de Oliveira e e o juiz Rudson Marcos, por “distorcerem fatos de um crime de estupro, expondo a vítima a sofrimento e humilhação”.

Durante o julgamento do caso, conforme divulgado pelo site The Intercept Brasil, Mariana foi humilhada pelo advogado de Aranha. Ele mostrou fotos da vítima e, de acordo com o senador, “fazendo comentários impertinentes e misóginos”.

Mariana acusa André de tê-la estuprado em dezembro de 2018, durante uma festa em Florianópolis (SC). Ela suspeita que tenha sido drogada, por isso não sabe exatamente o que aconteceu. Nas roupas da blogueira, a perícia encontrou sêmen do empresário e sangue dela. O exame toxicológico de Mariana não constatou consumo de álcool ou drogas.

Mariana Ferrer acusa André Aranha de estupro. Foto: Reprodução.

Nas redes sociais, a tese chamada de "estupro culposo" causou revolta.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.