Grande São Luís

Taxa de ocupação de leitos exclusivos para Covid-19 segue abaixo de 50% na Grande Ilha

Ainda na capital maranhense, o processo de conversão de leitos para a retomada de serviços na área da saúde foi iniciado.
Divulgação / SES30/06/2020 às 11h52
Taxa de ocupação de leitos exclusivos para Covid-19 segue abaixo de 50% na Grande IlhaSegundo último boletim da Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Maranhão tem 59.100 pessoas curadas da Covid-19. (Foto: Julyane Galvão / SES)

SÃO LUÍS - Com a redução dos números de novos casos da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, na Grande Ilha, um processo de conversão de leitos para a retomada de serviços na área da saúde foi iniciado. Com a mudança, leitos antes exclusivos para o novo coronavírus passam a receber outros pacientes. Mesmo com a redução, a taxa de ocupação de leitos exclusivos para Covid-19 segue abaixo de 50% na Grande Ilha.

Saiba mais:

Flávio Dino anuncia mapeamento sorológico no combate à subnotificação no Maranhão

Maranhão passa de 2 mil mortes e chega a 78.969 casos de coronavírus

SES confirma que 59.100 pessoas estão curadas da Covid-19 no Maranhão

“Na região da Grande Ilha, estamos retomando gradualmente com os serviços que, conforme orientação do Ministério da Saúde, haviam sido suspensos por conta da pandemia, a exemplo das cirurgias eletivas. Mas é importante destacar que, mesmo com a conversão dos leitos para atendimento a outros pacientes, a rede de saúde na capital continua com alta capacidade de oferecer assistência a casos da Covid-19”, diz o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Conforme boletim, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), a taxa de ocupação de leitos exclusivos para a Covid-19 na Grande Ilha é de menos de 50%. A região conta, atualmente, com 628 leitos da rede estadual de saúde destinados à assistência aos pacientes diagnosticados com o novo coronavírus. O boletim é atualizado diariamente, onde a população pode acompanhar, além do número de leitos, a evolução no número de casos da Covid-19 e outros dados sobre o enfrentamento à pandemia no Maranhão.

Com a conversão dos leitos, a Secretaria de Estado da Saúde retomou procedimentos cirúrgicos eletivos (não urgentes) no Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão (HTO), no Hospital Dr. Carlos Macieira e no Hospital de Câncer do Maranhão. Além destes, os leitos de retaguarda do Hospital Dr. Carlos Macieira, localizados no Hospital Nina Rodrigues, também retornam à assistência de pacientes sem a Covid-19.

Novos leitos

No último fim de semana, mais dois hospitais foram entregues para reforçar o combate à pandemia no interior o Estado.

Em Santa Luzia do Paruá, foi entregue o Hospital Regional Francisca Melo, com 40 leitos exclusivos para atendimento a casos da Covid-19. Já em Itapecuru, o Hospital Regional Adélia Matos Fonseca foi ampliado. As duas unidades já começaram a receber pacientes com o novo coronavírus.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.