Covid-19

Flávio Dino anuncia mapeamento sorológico no combate à subnotificação no Maranhão

Grupo é formado por integrantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e por 24 professores da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).
Adriano Soares / Imirante.com26/06/2020 às 10h47
Flávio Dino anuncia mapeamento sorológico no combate à subnotificação no MaranhãoFlávio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, em entrevista coletiva. (Foto: reprodução / YouTube)

SÃO LUÍS – O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), comentou sobre as novas ações de combate à Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, no Estado, em entrevista coletiva realizada de forma remota e transmitida pela internet, na manhã desta sexta-feira (26).

Saiba mais:

Veja regras que bares e restaurantes devem seguir para reabrirem neste sábado

Turu e Cidade Operária seguem há dias sem novos casos do coronavírus​

Mais uma vez, Flávio Dino se solidarizou com todas os familiares e amigos de maranhenses que morreram em decorrência da Covid-19

Flávio Dino disse que a situação continua preocupante no Maranhão, por isso é necessário que todos continuem agindo. “Não podemos relaxar no cumprimento das medidas sanitárias editadas pelo Governo do Estado e pelas prefeituras, pois isso é vital para garantir que a tendência hoje existente de queda dos indicadores epidemiológicos, atinentes ao coronavírus, prossiga como nós desejamos”, disse o governador do Maranhão.

O governador também ressaltou que, caso os indicadores epidemiológicos aumentem no Estado, medidas de restrições mais rígidas podem voltar a vigorar. “Então, não descuidem das normas sanitárias”, pediu.

Ainda segundo Flávio Dino, um decreto complementar será editado, provavelmente hoje, dispondo sobre os chamados protocolos pedagógicos. “Nós temos as regras sanitárias fixadas no decreto que já editei. As regras de precaução. Neste novo decreto estou definindo, ainda mais claramente, o que já havia anunciado. O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria do Estado da Educação vai dispor sobre as regras pedagógicas na rede estadual de Ensino Médio, no que diz respeito ao ensino híbrido, ou seja, aulas presenciais – com redução no número de estudantes, mediante a alternâncias – e também atividades a distância”, informou o governador.

No que diz respeito as instituições de ensino superior, Flávio Dino anunciou que a forma de funcionamento de universidades e faculdades será definida pelos colegiados superiores de cada instituição, claro, com observância aos protocolos sanitários.

Já no que se refere a rede particular de ensino, no caso das escolas, Flávio Dino recomenda que pais e mães procurem as instituições para que haja uma pactuação entre eles referente ao processo de retomada das aulas, com previsão para o mês de agosto, já que há uma relação contratual existente as partes.

Novas medidas

Uma nova medida implantada pelo Governo do Estado é o mapeamento sorológico, um processo que ajuda a combater a subnotificação. É um grupo formado por integrantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e por 24 professores da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Outra medida anunciada por Flávio Dino, é o projeto 'Terceirão Não Tira Férias'. Esse projeto tem como público 89.927 estudantes matriculados na 3ª série do Ensino Médio da rede pública estadual.

Ainda de acordo com o governador Flávio Dino, o período do projeto é de 13 a 31 de julho. Materiais como apostila impressa, apostila virtual, roteiro de estudo, videoaulas, audioaulas e plataformas de estudo estarão à disposição dos estudantes, por meio do canal do YouTube da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), plantão tira-dúvidas diário e simuladão on-line.

Bares e restaurantes

Bares e restaurantes estão autorizados a reabrirem neste sábado (27). Entretanto, mesmo com a liberação, esses estabelecimentos precisarão cumprir à risca todos os protocolos sanitários obrigatórios, como o uso de máscara, higiene das mãos e o distanciamento social.

As praças de alimentação dos shoppings e galerias ainda não podem reabrir, devendo funcionar com delivery ou drive-thru, como já vinha acontecendo.

Também não pode funcionar o serviço self-service, em que os alimentos ficam expostos e os clientes se servem. A mesma proibição vale para rodízios. Também fica proibido o self-service de pães e similares.

Não serão permitidas atrações culturais ou musicais, para evitar aglomerações. Festas não podem ser realizadas nesses estabelecimentos. Não podem se apresentar DJs, cantores, bandas e outras atrações desse tipo. Também não pode ser feito qualquer tipo de atração que promova aglomeração ou movimentação.

Coronavírus no Maranhão

De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado na noite dessa quinta-feira (25), pela SES, o Maranhão tem tem 1.871 mortes e 74.925 casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com a SES, foram contabilizados 35 óbitos e 1.611 pessoas infectadas pela Covid-19 nas últimas 24 horas no Estado, sendo 68 na Região Metropolitana de São Luís, 71 em Imperatriz e 1.472 nos demais municípios. A taxa de letalidade da doença no Maranhão teve uma pequena queda e está em 2,49%.

Ainda segundo a SES, o número de municípios maranhenses com casos confirmados da Covid-19 permanece em 214. De acordo com a SES, apenas três cidades do estado ainda não registraram casos do novo coronavírus: Lagoa do Mato, Loreto e São Félix de Balsas.

A SES revelou, ainda, que 53.791 pessoas estão curadas do novo coronavírus no Maranhão. Segundo a SES, 1.880 pacientes se recuperaram da Covid-19 nas últimas 24 horas e receberam alta, atendendo a uma orientação do Ministério da Saúde.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.