Acidente

Navio tem vazamentos e corre risco de naufragar na Baía de São Marcos

A embarcação está encalhada; equipes técnicas foram enviadas ao local para prestar assistência.
Imirante.com 26/02/2020 às 16h20
Navio tem vazamentos e corre risco de naufragar na Baía de São Marcosm rebocador com material para conter danos ambientais. foi enviado pela Vale ao local. (Foto: divulgação)

SÃO LUÍS - Dois vazamentos foram registrados no navio MV Stellar Banner, nessa segunda-feira (24), após a embarcação sair do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís, transportando minério de ferro para a cidade de Qingdao, na China.

Os vazamentos causaram a entrada de água na embarcação e quatro rebocadores, junto com equipes em helicópteros, foram enviados ao local para prestar assistência na resolução da situação e evitar um possível naufrágio. Os tripulantes foram evacuados para os rebocadores de assistência.

Leia também: Lancha pega fogo e deixa pessoas queimadas, em Barreirinhas

Em nota, a Vale informou que a embarcação foi construída em 2016 e é de propriedade da empresa sul-coreana Polaris. E comunicou, ainda, que está atuando com suporte técnico-operacional e colaborando com as autoridades marítimas.

Proprietária do navio Stellar Banner, a VLOC relata, em nota, que todos os membros da tripulação estão seguros e não há contaminação. Como resultado do incidente, o tanque vazio do antepé sofreu alguns danos, mas todos os porões de carga são encontrados intactos e a situação está sob controle. Para avaliar os danos, o navio passará por inspeções completas e uma empresa de resgate foi organizada para fins de contingência. Todas as autoridades foram acionadas de acordo com os procedimentos padrão e estão respondendo de acordo.

Leia a nota da Vale na íntegra:

"A Vale informa que foi comunicada pelo operador do navio MV Stellar Banner que a embarcação sofreu avaria na proa após deixar o Terminal Marítimo de Ponta da Madeira, em São Luís (MA), na noite de segunda-feira (24), já fora do canal de acesso ao porto. Foi reportado ainda à Vale que, por medida de precaução, os 20 tripulantes foram evacuados com segurança e que o comandante do navio adotou manobra de encalhe a cerca de 100 quilômetros da costa de São Luís. A embarcação, construída em 2016, é de propriedade e operada pela empresa sul-coreana Polaris. Como operadora portuária, a Vale está atuando com suporte técnico-operacional, com o envio de rebocadores, e colaborando com as autoridades marítimas.

Quatro rebocadores se deslocaram em direção ao Navio para coletar mais informações e prestar apoio, caso necessário. A tripulação permanece em segurança na área à bordo dos rebocadores enviados. A Marinha instaurou um inquérito administrativo para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades do incidente."

Resolução

A Capitania dos Portos do Maranhão (CPMA) se reuniu com o agente marítimo representante da Vale e outras autoridades, nesta quarta-feira (26), para "apresentar tão logo possível o Plano de Salvatagem desta embarcação", informou por meio de nota.

Um rebocador com material para conter danos ambientais foi enviado pela Vale ao local para evitar possibilidades de vazamento. No momento, o navio está encalhado.

Leia a nota da Capitania dos Portos do Maranhão na íntegra:

"A Marinha do Brasil, por intermédio da Capitania dos Portos do Maranhão (CPMA), informa que, na manhã desta terça-feira (25), tomou conhecimento por meio de uma Agência Marítima de que o Navio Mercante “STELLAR BANNER”, que carregava minério de ferro da Vale, apresentou um problema, ainda não identificado, nas proximidades da boia nº 1 no canal da Baía de São Marcos-MA, cerca de 32 milhas do Farol de Santana. O incidente ocorreu no dia 24, por volta das 21h30. Foram identificados dois vazamentos avante da embarcação. No momento, o Navio encontra-se encalhado.

Quatro rebocadores se deslocaram em direção ao Navio para coletar mais informações e prestar apoio, caso necessário. A tripulação permanece em segurança na área à bordo dos rebocadores enviados. A Marinha instaurou um inquérito administrativo para apurar causas, circunstâncias e responsabilidades do incidente.

Foi realizada, na manhã de hoje (26), uma reunião com o Agente Marítimo, representante da Vale, Autoridade Portuária e com dois membros da empresa Ardent Global, a qual contratada pelo Armador para apresentar tão logo possível o Plano de Salvatagem desta embarcação. Um rebocador com material para conter possíveis danos ambientais foi enviado pela Vale ao local a fim de prevenir futuras possibilidades de vazamento.

A Capitania dos Portos do Maranhão estimula a população a auxiliar na fiscalização para a segurança da navegação, salvaguarda da vida humana no mar e nas águas interiores e a prevenção da poluição hídrica a partir de embarcações."

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.