Polêmica

Universidade particular esclarece tentativa de golpe e nega violação do seu sistema de pagamento

A universidade assegura que o seu sistema de pagamento não foi violado.
Imirante com informações da assessoria 04/04/2017 às 20h40

SÃO LUÍS - Após certa polêmica a Universidade Ceuma divulgou nota para esclarecer a atuação de um indivíduo que, há algum tempo, vem enganando alunos da instituição com a promessa de descontos nas mensalidades para quitação de débitos e se passando por um funcionário da casa. A falsa informação vem sendo divulgada em redes sociais desde o último dia 29, o que obrigou a universidade a se pronunciar, de modo a desqualificar a fraude.

O Ceuma assegura que o seu sistema de pagamento não foi violado, que a ação do indivíduo, identificado como Alex Soares Tavares, é falsa e informa que já tomou as devidas providências para que os autores do golpe sejam punidos.

Sobre as matérias postadas em blogs com informações incorretas sobre o acontecido, a instituição reitera que o homem que está cometendo a fraude financeira em nome do Ceuma tenha ligação com a universidade. “O suposto autor não tem, ou teve, qualquer vínculo empregatício com esta instituição e, muito menos, exerce qualquer função em seu Setor Financeiro, como faz crer nos posts”, diz um trecho da nota.

Na tentativa de ludibriar as vítimas, o golpista oferecia 50% de desconto no valor das matrículas. Na falsa negociação, os alunos forneciam dados pessoais e senha de acesso ao sistema - área do aluno - para a efetivação do pagamento, que era realizado com cartões de crédito clonados de posse do suspeito. Uma vez cientes da clonagem, os autênticos titulares dos cartões exigiam dos seus bancos o imediato estorno da operação, restando, portanto, aos alunos o ônus dos débitos pendentes.

“Tão logo tomou conhecimento do episódio, a Universidade Ceuma, prontamente, envidou as necessárias providências legais para a imediata apuração dos fatos e a identificação dos suspeitos, a começar pela abertura de inquérito policial, já em andamento”, informa a universidade.

Garante ainda o Ceuma o pleno funcionamento e a inviolabilidade do sistema de pagamento, que não sofreu qualquer dano, preservando, assim, a segurança dos alunos. “Reiteramos nossa plena confiança no seguimento das investigações, certos de que alunos, professores, funcionários da Universidade Ceuma e a sociedade a que servimos estão solidários a essa instituição”, finaliza

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.