Investigação

Caso Brunno: segundo envolvido já está identificado, afirma delegado

Expectativa é que, até segunda (13), inquérito seja concluído e enviado à Justiça.
Imirante.com, com informações da Mirante AM09/10/2014 às 14h07

SÃO LUÍS – Na tarde desta quinta-feira (9), o delegado Márcio Dominici que preside o inquérito sobre a morte de Brunno Eduardo Matos Soares, 29 anos, e a tentativa de homicídio contra Alexandre Matos Soares, 25 anos, e Kelvin Chiang, 26, afirmou, em entrevista à Rádio Mirante AM, que a polícia já identificou o segundo suspeito de envolvimento no crime.

“O Marão foi preso em flagrante, mas já temos indícios e podemos dizer que o segundo envolvido já está identificado”, afirmou o delegado, que não disse o nome do suspeito para não atrapalhar as investigações.

Sobre a detenção dessa pessoa, Dominice disse que a polícia trabalha nisso para que, até segunda, seja feito o pedido de prisão.

Sobre a participação de Carlos Humberto Marão no crime, o delegado afirmou que é um fato inegável, pois há testemunhas que apontam ele como sendo um dos agressores. “Sem dúvida alguma, o Marão e o outro investigado participaram da conduta criminosa. Os dois aplicaram os golpes, mas, a exata participação, maior ou menor, de cada um só será delimitada no relatório final”, afirmou Dominice.

O delegado informou, ainda, que, após a abertura do inquérito, foi feito o pedido de mandado de busca e apreensão na casa de Carlos Humberto, no entanto, o pedido foi indeferido pela Justiça.

Segundo Dominice, as investigações estão se desenvolvendo da forma mais desejável possível. Já foram feitas as oitivas de várias pessoas e, nesta sexta-feira (10), será feito um auto de reconhecimento, acareação dos envolvidos e outras oitivas. A expectativa é que até segunda-feira (13), o inquérito seja concluído e enviado para a Justiça.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.