Em São José de Ribamar

Pais são presos suspeitos de torturar e estuprar o próprio filho de três meses

Segundo laudo médico, a criança chegou ao hospital com ferimento extenso na língua, fissura no ânus e quadro grave de desnutrição.
Imirante.com, com informações da Polícia Civil24/03/2021 às 10h02
Pais são presos suspeitos de torturar e estuprar o próprio filho de três mesesO pai, de 18 anos de idade, e a mãe de 20 anos, foram presos nessa terça-feira (23). (Foto: Divulgação)

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR – Um casal, que não teve o nome divulgado, foi preso na tarde dessa terça-feira (23), acusado de torturar e estuprar o próprio de apenas três meses de idade.

O mandado de prisão preventiva contra os pais foi cumprido pela Delegacia Especial da Mulher (DEM) de São José de Ribamar, com apoio da Guarda Municipal.

Segundo a Polícia Civil do Maranhão, o crime chegou ao conhecimento da DEM no dia 12 de fevereiro deste ano, após profissionais de saúde do Hospital Municipal de São José de Ribamar, que atenderam o bebê, denunciarem o caso à polícia.

Segundo o laudo médico, a criança chegou ao hospital com ferimento extenso na língua, fissura no ânus e quadro grave de desnutrição.

Diante das informações, foi lavrado o auto de prisão em flagrante em desfavor do pai, de 18 anos de idade, e da mãe de 20 anos. Porém, os pais do menino foram postos em liberdade.

A polícia continuou as investigações e, com base em documentos médicos, relatório do Conselho Tutelar, Boletins de Ocorrências e exame de verificação de práticas libidinosas, a DEM resolveu representar pela prisão cautelar dos pais da vítima.

A Justiça concedeu o mandado de prisão, e a polícia conseguiu localizar e prender os suspeitos. O pai foi preso na rua São Francisco, na Vila Roseana Sarney, e mãe no bairro Turiuba II, ambos os bairros são São José de Ribamar.

Os presos foram encaminhados para a Unidade Prisional de Pedrinhas, onde estão à disposição da Justiça.

Segundo a Polícia Civil, o pai do bebê tem histórico de uso de drogas. Além disso, o casal sempre se desentendia.

Ainda de acordo com polícia, a criança já está bem e sob os cuidados da avó materna.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.