Coronavírus

VÍDEO: manifestantes queimam máscaras em protesto contra o coronavírus no Maranhão

Cerca de 300 pessoas participaram de uma passeata entre as cidades de Santa Helena e Turilândia.
Gustavo Arruda / Imirante.com31/05/2020 às 22h05
VÍDEO: manifestantes queimam máscaras em protesto contra o coronavírus no MaranhãoMoradores de duas cidades do Maranhão fizeram marcha contra a pandemia do coronavírus. (Divulgação)

SANTA HELENA - Um grupo de aproximadamente 300 pessoas realizou, na tarde deste domingo (31), uma passeata contra a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) nas cidades de Santa Helena e Turilândia, a 115km de São Luís. A manifestação foi registrada por moradores dos dois municípios maranhenses, que enviaram fotos e vídeos ao Imirante.com.

Os vídeos gravados na passeata mostram que a maioria das pessoas estava sem máscara e desobedecendo o distanciamento social, que são as principais medidas de prevenção no combate ao coronavírus. Os líderes do protesto convocaram as pessoas a retirarem e queimarem máscaras. "Jesus não quer ver ninguém mascarado, Deus não se agrada de medrosos", afirma um dos manifestantes.

Leia também:

Número de mortos pelo novo coronavírus no Maranhão sobe para 976, e casos confirmados chegam a 35.297

SES anuncia que mais de 10 mil pessoas estão curadas do novo coronavírus no Maranhão

Veja a lista de municípios do Maranhão com pacientes infectados pelo novo coronavírus

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) neste domingo (31), Santa Helena tem 251 casos confirmados de coronavírus, enquanto Turilândia já contabilizou 104 pacientes infectados. Cada cidade já registrou uma morte pela pandemia de Covid-19. Desde o início do monitoramento, o Maranhão tem 35.297 casos de coronavírus em 211 municípios, com 976 óbitos.

Igreja evangélica nega participação em manifestação

Em nota assinada pelo pastor Francisco Martins, a Igreja Evangélica Assembleia de Deus, localizada em Santa Helena, se manifestou a respeito do protesto contra o coronavírus na cidade e disse que não teve envolvimento na marcha.

"A Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Santa Helena não teve participação e não está de acordo com a manifestação da forma como foi realizada, pois a mesma está indo contra todas as recomendações dos órgãos competentes de saúde, visto que coloca em risco a vida das pessoas, como, por exemplo, o não uso da máscara de proteção e aglomeração de pessoas. Esperamos que as autoridades competentes tomem as devidas providências, pois estamos cumprindo as decisões das mesmas e não compactuamos com o ato desregrado e desprovido de qualquer senso de responsabilidade humana e cristã", diz a publicação.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.