Política | Eleições 2022

Dino faz gesto ao PT após rompimento com Maranhãozinho

Governador nomeou o suplente de deputado estadual Luiz Henrique Souza para a Secretaria de Estado da Agricultura, no lugar de aliado de Josimar
Ronaldo Rocha/da Editoria de Política15/10/2021
Dino faz gesto ao PT após rompimento com Maranhãozinho Henrique Souza assumiu a Sagrima após exoneração de Sérgio Delmiro, indicado de Josimar de Maranhãozinho (Divulgação)

A decisão do governador Flávio Dino (PSB) de efetivar o suplente de deputado estadual Luiz Henrique Souza para a Secretaria de Estado da Agricultura (Sagrima), fortalece o Partido dos Trabalhadores (PT) do Maranhão, que tem como pré-candidato à sucessão, o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Luiz Henrique foi escolhido por Dino após o rompimento do chefe do Executivo com o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL).

A pasta era ocupada por Sérgio Delmiro, indicado de Josimar para o posto. O deputado federal acusa Dino de perseguição política, após ter sido alvo de uma operação do Ministério Público e da Polícia Civil. A operação, com mandados de busca e apreensão e quebra de sigilos bancário e fiscal, ocorreu logo após Josimar ter anunciado o rompimento com o comunista, por isso a ilação levantada pelo investigado.

Chamou a atenção da classe política, sobretudo de aliados de Dino, o fato de ele ter escolhido um membro do PT para ocupar a Sagrima.

Pré-candidatura

Luiz Henrique Souza atuava, na condição de suplente, na Assembleia Legislativa, em decorrência do afastamento de 120 dias do deputado Zé Inácio.

O Partido dos Trabalhadores conta agora com Felipe Camarão como pré-candidato ao Governo, que tem tentado se movimentar junto à militância estadual para consolidar o seu projeto.

O fortalecimento do PT no mesmo período, foi encarado como um gesto de simpatia de Dino pelo projeto de Camarão.

Racha

Além de Felipe Camarão, se movimentam agora dentro do grupo governista por candidatura ao Governo do Estado, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB); o senador Weverton Rocha (PDT) e o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo.

Rachado, o grupo aguarda por uma manifestação de Dino a respeito da sucessão no Executivo.

Dino garantiu que no mês de novembro daria um posicionamento sobre o tema. Ele defende candidatura única do grupo ao Governo do Estado, mas enfrenta resistência principalmente de Weverton e Brandão, que não querem abrir mão de seus projetos políticos.

Para a escolha do pré-candidato do grupo, Dino formalizou uma carta, há pelo menos três meses, com critérios de escolha já estabelecidos.

Mais

Mudanças

Além de empossar Henrique Sousa, Flávio Dino fez outras pequenas mudanças em seu primeiro escalão. Ele oficializou Diego Galdino na Casa Civil. Ele antes comandava a Secretaria Estadual de Governo (Segov), agora será comandada por Marcela Mendes. A deputada Ana do Gás (PCdoB) voltou para a Secretaria Estadual da Mulher e, por fim, a Secretaria Estadual de Articulação Política passa a ser comandada por Rodrigo Barbosa.

Consórcio de candidatos foi derrotado em 2020

Ao defender o projeto de candidatura única do grupo ao Governo do Estado em 2022, o governador Flávio Dino (PSB) quer evitar repetir o que ocorreu no pleito do ano passado em São Luís, quando perdeu a eleição para o atual prefeito Eduardo Braide (Podemos).

Na ocasião do pleito de 2020, o grupo se dividiu e pulverizou o número de candidaturas. Além de Duarte Júnior, disputaram o pleito com divergência dentro do próprio grupo, os deputados federais Rubens Júnior (PCdoB), Bira do Pindaré (PSB) e os estaduais Neto Evangelista (DEM) e Yglésio Moyses (PROS).

Duarte Júnior foi para o segundo turno contra Braide, mas não conseguiu reunir o grupo em favor de sua candidatura.

Resultado, Neto Evangelista declarou apoio e integrou a campanha de Braide. Weverton Rocha e o PDT manifestaram apoio a Braide, bem como o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB) e o deputado federal Juscelino Filho (DEM).

Isolado, Duarte perdeu o pleito. Dino admitiu a derrota do grupo logo em seguida, em entrevista ao Bom Dia Mirante e afirmou que trabalharia pela unidade dos seus aliados para o pleito de 2022.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte