Estado Maior

Outro acionado

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h15

A Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) acionou mais um pré-candidato ao governo do Maranhão por propaganda eleitoral antecipada. Desta vez foi o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) por ter feito um megaevento com prefeitos de seus partidos – são três: Avante, Patriota e o PL.
Antes de Maranhãozinho, o Ministério Público Eleitoral (MPE) acionou o senador Weverton Rocha (PDT), o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim (PSL), também por propaganda eleitoral antecipada.
No caso de Josimar, a Procuradoria alega que a estrutura feita pelo parlamentar para o encontro com os prefeitos – que na verdade foi um pré-lançamento da candidatura do Maranhãozinho – foi fora do permitido. Além disso, a transmissão nas redes sociais, que pode ser o mais grave devido aos discursos a favor do deputado o chamando de “nosso governador”.
Diante da legislação, pouco pode se esperar em relação às punições dos candidatos. Multas são as penalidades maiores neste período de pré-campanha.
As ações funcionam, neste momento, mais com um caráter educativo. A questão é saber se os pré-candidatos realmente se importarão com tais medidas educativas.
O senador Weverton Rocha, por exemplo, não tem se intimidado com a ação do Ministério Público Eleitoral tanto que mantém seus encontros semanais no interior do estado reunindo milhares de pessoas.

Mantém agenda
Este fim de semana, por exemplo, Weverton Rocha estará em Pinheiro com sua caravana reunindo prefeitos, deputados e lideranças do interior.
Ele faz mais uma edição do movimento que não vem sendo recebido com melhor maneira pelo governador Flávio Dino (PSB).
Entre os apoiadores de Rocha há quem defenda as ações do pedetista devido aos sinais de Dino a favor de Carlos Brandão.

Liberação
A Prefeitura de São Luís liberou a entrada de torcedores em estádios da capital já a partir deste fim de semana.
Segundo o prefeito da capital, Eduardo Braide (Podemos), a permissão somente é possível devido ao avanço da imunização.
“Com o avanço da vacinação em São Luís, voltaremos a ter público em nossos estádios já na próxima semana”, disse.

Posições
Senado demonstra que tem a intenção de barrar a PEC da volta das coligações, que já foi aprovada na Câmara dos Deputados.
Entre os senadores do Maranhão, dois dos três estavam com tendência de votar a favor do retorno da união entre os partidos.
Roberto Rocha (sem partido) e Weverton Rocha tinham a tendência de dizer sim pela volta às coligações pelos deputados federais aliados. Já a senadora Eliziane Gama (Cidadania) votará contra.

Lei orgânica
A Câmara Municipal de São Luís iniciou o processo de organização da Lei Orgânica do Município. A proposta já passou pela Comissão de Constituição e Justiça.
Não há alterações na lei. O que os vereadores estão fazendo, na verdade, é organizar a Lei Orgânica e as emendas já aprovadas e validadas.
O presidente da CCJ, vereador Raimundo Penha (PDT), é quem preside a comissão e organizou a atualização.

Análise
O deputado César Pires (PV) reuniu deputados e representante do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para tratar dos dados socioeconômicos do Maranhão.
Marcelo Melo, chefe do escritório do IBGE, mostrou números sobre a educação e a saúde que preocupam no estado.
Além disto, o problema do desenvolvimento econômico foi tema da reunião na Assembleia Legislativa.

DE OLHO

4 pré-candidatos ao governo do Maranhão já foram alvo de ação do Ministério Público Eleitoral por propaganda antecipada

Comemoração
O governador Flávio Dino comemorou a derrubada da MP do presidente Jair Bolsonaro que determinava regras para uso das redes sociais.
Na prática, a MP dificultaria a censura na internet, mas teve sua eficácia suspensa pela ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF).
“MP que apoiava fake news, editada por Bolsonaro, foi duplamente derrotada: no Senado e no STF”, disse o governador.

E MAIS

• O Pastor Gil (PL) deverá se reunir com o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, para tratar da federalização da MA-014 devido à cidade de Alcântara.

• O parlamentar quer mostrar ao ministro a importância da via para os negócios que acontecerão na Base Espacial de Alcântara.

• Lembrando que uma estrada estadual, a MA-006, no Sul do Maranhão, foi federalizada e agora passará a ser de responsabilidade do governo federal.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.