Cidades | Abastecimento de água

Moradores do Ipase reclamam de falta d'água

De acordo com moradores do bairro de São Luís, a água não está chegando às casas em dias de abastecimento; CAEMA informou que o Sistema de Abastecimento de Água de São Luís está passando por um processo de manutenção preventiva
13/09/2021 às 11h42
Caema

São Luís – Moradores do bairro Ipase, em São Luís, alegam estarem há três dias com dificuldades no abastecimento de água. De acordo com um dos residentes do local, que não quis ser identificado, o bairro é abastecido em dias alternados, contudo, quando a água chega no local, ela não tem força suficiente para chegar na Caixa d’água.

“Tem dias que a água não chega aqui, e mesmo nos dias em que ela chega, não tem força suficiente para subir e abastecer a Caixa d’água. Já são três dias que algumas casas aqui estão sem água”, relatou o morador.

Em nota, A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) informou que que o Sistema de Abastecimento de Água (SAA) de São Luís está passando por um processo de manutenção preventiva. “A Companhia acrescenta que tem intensificado os trabalhos a fim de que o abastecimento de água nas regiões mencionadas seja restabelecido, de forma plena, o mais rápido possível. A previsão para restabelecimento do abastecimento na região do IPASE é nesta segunda-feira (13)”, disse a Caema em nota.

Em outros bairros

Moradores do Residencial São Jerônimo e Vila Magril, Zona Rural de São Luís, bloquearam avenida por falta d'água

Nesta segunda, 13, Moradores do Residencial São Jerônimo e Vila Magril, Zona Rural de São Luís, bloquearam avenida por falta d'água. Os moradores queimaram pneus e outros objetos na Avenida Principal, que dá acesso a bairros da Zona Rural.

De acordo com manifestantes, a região está sem água desde a semana passada, e no domingo, 12, segundo moradores, a bomba foi removida para manutenção por uma equipe técnica.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte