Cidades | Imunização

São Luís ultrapassa a marca de 1 milhão de doses de aplicadas contra a Covid-19

Com a marca precisa de 1001.986 de doses de vacinas aplicadas - somadas as primeiras e segundas doses das vacinas Coronavac, AstraZeneca e Pfizer, além da dose única do imunizante Janssen - São Luís atingiu 99, 2% de cobertura vacinal
13/08/2021 às 14h37
São Luís ultrapassa a marca de 1 milhão de doses de aplicadas contra a Covid-19 . (Divulgação)

São Luís - Com destaque nacional na celeridade com que avançou na Campanha Municipal de Vacinação contra Covid-19, São Luís ultrapassou, nesta quinta-feira (12), a marca de 1 milhão de doses aplicadas e atualmente é a única capital brasileira que já vacinou, pelo menos com a primeira dose ou dose única, todas as faixas etárias da população em geral a partir dos 12 anos, atingindo cobertura de 99,2%. Dando continuidade à campanha, o Município segue com a aplicação das segundas doses e fazendo novas chamadas para quem perdeu a data da vacinação.

Com a marca precisa de 1001.986 de doses de vacinas aplicadas - somadas as primeiras e segundas doses das vacinas Coronavac, AstraZeneca e Pfizer, além da dose única do imunizante Janssen - São Luís atingiu 99, 2% de cobertura vacinal da população em geral a partir de 12 anos, sendo a única capital brasileira a atingir esse resultado na campanha de vacinação contra o novo coronavírus.

A campanha na capital vacinou, em primeiras doses, um total de 757.986 unidades e 243.980 em segundas doses ou doses únicas, conforme Vacinômetro do dia 12 de agosto, divulgado nas redes sociais oficiais da Prefeitura. Desse total, mais de 92 mil doses foram aplicadas em adolescentes de 12 a 17 anos.

“Desde o início da campanha temos analisado nossa capacidade de vacinação conforme cada público e etapa, o que garante que a nossa população seja atendida de maneira mais rápida e confortável”, disse o secretário Municipal de Saúde, Joel Nunes

A Campanha Municipal de Vacinação contra Covid-19 começou dia 19 de janeiro em São Luís. Na ocasião do lançamento, a técnica de enfermagem Domingas Ramos Alves, 49 anos, foi a primeira ludovicense a ser vacinada durante ato simbólico realizado no Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), Centro, marcando o início da imunização dos profissionais da saúde, conforme determinava o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde.

Planejamento
O trabalho e planejamento da campanha foi iniciado bem antes. Mesmo antes de assumir a Prefeitura de São Luís, o prefeito Eduardo Braide reuniu uma equipe de técnicos e especialistas para elaborar o plano estratégico de ações de combate à pandemia na capital, incluindo desde uma estrutura exclusiva na rede de saúde para atendimento às pessoas com sintomas de leves a graves, além da vacinação.

Ainda nos primeiros dias de seu mandato o prefeito Eduardo Braide participou de videoconferência com o então ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para tratar sobre o Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19 onde detalhou como seria feita a imunização dos ludovicenses e garantiu que a Prefeitura já estava pronta para dar início à vacinação assim que as doses chegassem à cidade.

No dia 15 de janeiro, foi lançado o Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19 com todas as ações e estratégias que estão sendo executadas nestes quase sete meses e que garantiram o sucesso e destaque nacional de São Luís.

Estratégias
O sucesso de São Luís deveu-se às estratégias adotadas. Foram disponibilizados nove pontos de imunização, entre fixos e drive-thru, espalhados por todas as regiões da cidade, incluindo as mais populosas como a área Itaqui-Bacanga e região Cidade Operária, além da zona rural e um Centro Municipal de Vacinação (CMV) montado no Multicenter Sebrae, no Cohafuma, que chegou a atender mais de 3 mil pessoas por dia.

Em maio, após a confirmação de um caso da variante delta do novo coronavírus em um tripulante de um navio fundeado na Baía de São Marcos, o prefeito Eduardo Braide solicitou doses extras de vacina para a capital, sendo atendido pelo ministro Marcelo Queiroga, que visitou a cidade, e destinou 220 mil doses para São Luís. Com o reforço, foi possível iniciar a vacinação em massa da população adulta. Com as doses extras foram realizados mutirões de vacinação com convocação de duas faixas etárias por dia e horário de atendimento ampliado nos pontos de vacinação.

Como parte das medidas para imunizar a população de São Luís contra a Covid-19 a Prefeitura lançou a plataforma #VacinaSãoLuís para cadastramento de cada público-alvo em cada uma das etapas da campanha, que permitiu saber o quantitativo de doses necessárias, evitando que as pessoas se dirigem aos postos e voltassem para casa sem tomar sua dose.

Também foi disponibilizada a plataforma #FilômetroSãoLuís onde é possível acompanhar em tempo real a movimentação em cada um dos nove pontos de vacinação, garantindo à população escolher o melhor local para ser vacinada.

Busca Ativa
Para garantir a vacinação de toda a população, também foi feita a busca ativa de idosos que não tinham acesso à internet para realizar seu cadastro na plataforma #VacinaSãoLuís. A população com dificuldade de locomoção, idosos acamados e moradores de áreas de difícil acesso foram vacinados em casa pelas equipes da Semus. Pacientes oncológicos e dialíticos receberam as doses nas unidades em que fazem seu tratamento.

Oferta de leitos
Paralelo às ações voltadas para garantir a imunização a toda população apta a receber a vacina, o prefeito Eduardo Braide fez a abertura de um total de 120 leitos exclusivos para atendimento a pacientes com Covid-19, sendo 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 90 leitos de enfermaria. Desde setembro de 2020, São Luís não possuía nenhum leito em funcionamento na capital.

Agora, com o alto percentual de vacinados e a queda no número de internações, notícia bastante comemorada pelos ludovicenses, parte desses leitos foi desativada, passando a reforçar o atendimento em outras especialidades na rede municipal de saúde.

“Priorizamos o enfrentamento à pandemia, preparando o Município para prestar toda a assistência à nossa população, mas é preciso lembrar que todos precisam continuar tendo os cuidados sanitários, com o uso obrigatório de máscara, a higienização das mãos com álcool ou água e sabão, a manutenção do distanciamento social bem como o controle das aglomerações”, pontuou Eduardo Braide.

Recordes
Com todas medidas do Plano Municipal de Vacinação, São Luís bateu diversos recordes de aplicação de doses diárias de vacina, chegando a ultrapassar a marca de 22 mil doses em um único dia.

Graças ao planejamento e organização, a imunização avançou com celeridade e em pouco mais de sete meses de gestão, o prefeito Eduardo Braide tomou a dianteira nacional já tendo encerrado a aplicação de primeiras doses na população adulta em geral, a partir de 18 anos no dia 22 de junho.

A partir de 13 de julho, os adolescentes começaram a ser convocados à medida que doses da vacina Pfizer - única autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso neste público - chegassem à capital. Etapa esta vencida dia 6 deste mês.

Próximas fases
Agora, a Prefeitura de São Luís tem realizado a vacinação dos retardatários tanto entre os adolescentes quanto os adultos que não conseguiram se vacinar por não conseguirem sair a tempo do trabalho ou por terem outro compromisso no mesmo dia. Além disso, muitas estavam gripadas ou contaminadas pelo novo coronavírus e foi preciso dar tempo para que elas se recuperassem.

Todas estas pessoas estão sendo convocadas novamente à medida que mais doses de vacina são distribuídas pelo Ministério da Saúde. Lembrando que para se vacinar é preciso estar cadastrado na plataforma #VacinaSãoLuís. Quem ainda não se cadastrou deve acessar o endereço: https://saoluis.ma.gov.br/vacinasaoluis e preencher todas as informações solicitadas no formulário.

Entre as próximas etapas da campanha também está a aplicação da segunda dose das vacinas Coronavac, AstraZeneca e Pfizer, que deve ficar mais intensa a partir das próximas semanas. Por isso, a Prefeitura de São Luís reforça a importância do retorno aos postos de vacinação já que para garantir a eficácia destes imunizantes é necessário tomar duas doses e para que a pandemia possa ser superada é preciso que pelo menos 70% da população está vacinada com as duas doses, segundo a Organização Mundial da Saúde.

SAIBA MAIS

Postos de vacinação contra Covid-19 em São Luís:

- Centro Municipal de Vacinação – Multicenter Sebrae

- Drive-thru – Espaço Reserva (ao lado do Shopping da Ilha)

- Centro Municipal de Vacinação - Uema

- Drive-thru - Uema

- Drive-thru - Ceuma Renascença

- Centro Municipal de Vacinação - UFMA

- Drive-thru - UFMA

- Centro Municipal de Vacinação IFMA - Maracanã

- Centro Municipal de Vacinação UNDB (Ginásio)

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte