Política | Câmara

Vereador quer criar o Dia Municipal de Prevenção e Combate ao AVC em SL

Projeto de Gutemberg Araújo sugere que data seja fixada em 28 de outubro
09/08/2021 às 10h22
Vereador quer criar o Dia Municipal de Prevenção e Combate ao AVC em SLDivulgação Câmara

SÃO LUÍS - Tramita na Câmara Municipal de São Luís o Projeto de Lei º 185/2021, que institui o Dia Municipal de Prevenção, Orientação e Combate ao Acidente Vascular Cerebral (AVC) e o inclui no Calendário Oficial de Eventos do Município de São Luís. A autoria da proposição é do 1º vice-presidente da Casa Legislativa, vereador Dr. Gutemberg Araújo (PSC).

Pelo PL, 29 de outubro será o Dia Municipal de Prevenção, Orientação e Combate ao Acidente Vascular Cerebral na capital maranhense. A data terá como objetivos a prestação de informações e esclarecimentos às pessoas acerca do AVC, o estímulo à realização de pesquisas, palestras e ações educativas para prevenir os casos da doença, bem como o incentivo à sociedade em geral para adoção de medidas preventivas contra a doença.

“Infelizmente poucas pessoas conhecem e sabem detectar os sinais de um acidente vascular cerebral. Portanto, instituir o Dia Municipal de Prevenção, Orientação e Combate ao AVC é indispensável para dar maior destaque ao tema e alertar a população para uma das doenças que mais mata no Brasil”, explicou Gutemberg Araújo.

AVC

O acidente vascular cerebral, também conhecido como derrame cerebral, ocorre quando há diminuição da função neurológica por um distúrbio na circulação do sangue no cérebro. Ele é subdividido em duas espécies, o hemorrágico e o isquêmico

O primeiro acontece quando um vaso se rompe espontaneamente. Este tipo de AVC está mais associado a quadros de hipertensão arterial. Já o isquêmico, é causado pela obstrução ou redução brusca do fluxo sanguíneo em uma artéria do cérebro e tem, por consequência, a falta de circulação vascular na região. Esta é a espécie mais comum de AVC e é responsável por 85% dos casos de acidente vascular cerebral.

Tanto no AVC isquêmico como no hemorrágico as células nervosas que não recebem circulação de sangue adequada são danificadas, afetando as funções comandadas por elas. Estas funções podem abranger desde a comunicação verbal até a locomoção e capacidades cognitivas.

Segundo a Sociedade Brasileira de Doenças Cerebrovasculares (SBDCV), o AVC é a doença que mais mata os brasileiros, sendo a principal causa de incapacidade no mundo. Aproximadamente 70% das pessoas não retorna ao trabalho após um AVC devido às sequelas e 50% ficam dependentes de outras pessoas no dia a dia.

Identificar os sintomas rapidamente é necessário para que o acidente vascular cerebral comprometa o mínimo possível de funções do paciente. Por isso, é essencial que as pessoas saibam reconhecer e se deslocar a um hospital no momento em que identificar os seguintes sintomas: fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna – especialmente em um lado do corpo; confusão mental, alteração da fala ou da

compreensão; alteração na visão (em um ou ambos os olhos); alteração do equilíbrio ou da coordenação; tontura ou alteração no andar, e dor de cabeça súbita, intensa e sem causa aparente.

Agência Câmara

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte