DOM | Nos lares brasileiros

Número de animais de companhia aumenta cerca de 30% durante a pandemia

Comac traz um panorama do mercado pet durante a pandemia e as principais mudanças que ocorreram no segmento durante esse período. Adoções e laços afetivos mais fortes entre tutores e pets estão entre as principais tendências
01/08/2021 às 00h03

São Paulo - A Comissão de Animais de Companhia (Comac) do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para a Saúde Animal (Sindan) apresentou os principais resultados da pesquisa Radar Pet 2021. Além de apresentar um panorama da penetração de cães e gatos nos lares brasileiros, o perfil dos tutores e os principais hábitos de cuidado e consumo, o levantamento analisa as transformações do mercado pet durante a pandemia e tendências do setor.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

Assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte